0

Grécia aumenta restrições e fecha bares e restaurantes 

Medida, que tem duração de um mês, passará a valer a partir da próxima terça-feira nas áreas mais populosas do país

31 out 2020
09h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em meio a um aumento de casos do novo coronavírus, a Grécia vai estender um toque de recolher noturno e fechar bares e restaurantes nas áreas mais populosas, o que inclui o norte do país e a região de Ática, onde fica a capital Atenas. A medida, que tem duração de um mês, passará a valer a partir da próxima terça-feira, 3.

Grécia restringiu o funcionamento de bares e restaurante por causa da pandemia
Grécia restringiu o funcionamento de bares e restaurante por causa da pandemia
Foto: Costas Baltas / Reuters

O país reportou um número menor de novos casos de covid-19 em comparação à maioria da Europa, mas observa um aumento gradual de infecções desde o início de outubro. Com isso, o toque de recolher noturno, que até agora era aplicado nas áreas mais afetadas, será estendido pelo país, da meia-noite às 05 da manhã.

Em um pronunciamento público, o primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis disse que as novas regras estão centradas em "duas fontes propícias à propagação do vírus, o entretenimento e o movimento de pessoas". O varejo, a indústria e as escolas permanecerão abertos, junto com os setores de serviços, como hotéis e cabeleireiros.

De acordo com Mitsotakis, as autoridades vão introduzir medidas de apoio aos setores afetados, ao custo de cerca de 1,5 bilhão de euros. A Grécia já desembolsou mais de 14 bilhões de euros para apoiar o impacto econômico da primeira onda do vírus.

Nesta sexta-feira, 30, a Grécia registrou um novo pico de 1.690 novos casos de covid-19 e reportou cinco mortes, elevando o total de vítimas desde o final de fevereiro para 620. / Reuters

Veja também:

Sabrina Sato revela que pai está hospitalizado com covid-19
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade