0

Rio Grande do Sul em alerta para mais tempestades

Áreas de instabilidade crescem sobre a Região Sul e chuva acontece volumosa. Há risco de ventos fortes e granizo.

24 set 2018
11h45
atualizado às 12h03
  • separator
  • comentários

Fortes áreas de instabilidade continuam crescendo sobre o Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (24), mantendo o alerta para tempestades no estado. Há risco de granizo e rajadas de vento que podem passar dos 80 km/h. O domingo (23), já foi marcado pelo retorno dos temporais e intensas rajadas de vento.

Situação de perigo 

O tempo continua bastante instável no decorrer desta segunda-feira, com a formação de nuvens carregadas e mais chuva forte. Em grande parte do estado, inclusive em Porto Alegre, a chuva acontece a qualquer hora com alto potencial para tempestades. Apenas no sul gaúcho, a tendência é da diminuição da chuva na tarde de hoje. 

Os meteorologistas alertam para um situação de perigo e estragos. "A previsão é chuva volumosa, com raios, rajadas de vento próximas a 80 km/h ou até mais, e eventos de granizo", avisa a meteorologista Fabiana Weykamp. 

Pela manhã chovia forte com granizo em Santo Ângelo, no noroeste gaúcho. O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), registrou 104,2 mm em São Gabriel entre às 9 horas deste domingo e às 9 horas desta segunda. Foram mais 94,4 mm em Caçapava do Sul, 81,6 mm em Encruzilhada do Sul, 80 mm em Santana do Livramento e 76,4 em Camaquã. Outras várias localidades registraram volumes de chuva entre 20 a 60 mm neste período de 24 horas. 

Foto: Climatempo
   Imagem de satélite da manhã desta segunda-feira, mostra a grande quantidade de instabilidade sobre o Rio Grande do Sul. 

Amanhã (25), mais áreas de instabilidade vão atuar sobre o Rio Grande do Sul e a previsão ainda é de chuva forte e volumosa. A situação de tempo severo persiste com risco de ventania, raios e granizo. 

"O Rio Grande do Sul já virá de dois dias com chuva forte e recebe mais chuva nesta terça-feira (25), aumentando o risco de enchentes. O granizo e o vento forte também podem causar danos como destalhamentos", completa Weylamp. O maior volume de chuva esperado para esta terça-feira, se concentra em toda a parte centro-oeste e noroeste do Rio Grande do Sul. Os modelos meteorológicos indicam valores de pelo menos 70 mm em 24 horas. 

Na Grande Porto Alegre, a chuva também começa cedo, mas a pior situação é esperada para à tarde e noite com a intensificação da instabilidade. 

Foto: Climatempo
Foto: Nilviane Scheffer. Cruz Alta/RS
 

SC e PR com risco de temporais 

Os estados de Santa Catarina e do Paraná também entram alerta. A chuva não deve ser tão volumosa como no Rio Grande do Sul, mas há potencial para temporais especialmente no oeste de Santa Catarina e do Paraná no decorrer desta segunda-feira. Nuvens carregadas vão crescer por essas áreas. 

Já outras partes do estado, inclusive a Grande Florianópolis e a Grande Curitiba, podem esperar por pancadas de chuva mais rápidas e localizadas. Em Curitiba, a chuva deve vir só a noite. 

Amanhã, principalmente o sul e oeste catarinense e o oeste paranaense, permanecem instáveis, com previsão de pancadas de chuva desde cedo e risco de chuva de moderada a forte intensidade, com rajadas de vento.  

Esta primeira semana da primavera promete bastante instabilidade e pancadas de chuva frequentes por toda a Região Sul do Brasil.

Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade