6 eventos ao vivo

Polícia pede prisão de estudante e de motorista do ônibus que caiu de viaduto

Acidente matou sete pessoas e deixou outras dez feridas na avenida Brasil

10 abr 2013
16h38
atualizado às 16h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Oito dias depois do acidente com o ônibus que despencou de um viaduto e matou sete pessoas e deixou outras dez feridas na avenida Brasil, o inquérito sobre o caso foi concluído nesta quarta-feira e encaminhado ao Ministério Público estadual. Nele, o delegado José Pedro da Costa, titular da 21ª DP (Bonsucesso), pede a prisão preventiva do motorista André Luiz Souza Oliveira, 33 anos, e do estudante de engenharia Rodrigo Santos Abreu, 25 anos, que de acordo com a polícia, se envolveram numa briga que determinou a queda do ônibus.

<p>&Ocirc;nibus que caiu de um viaduto no Rio de Janeiro passou&nbsp;por an&aacute;lise da per&iacute;cia</p>
Ônibus que caiu de um viaduto no Rio de Janeiro passou por análise da perícia
Foto: Mauro Pimentel / Terra

O caso foi encaminhado à promotora Claudia Canto, que vai analisar a acusação de homicídio doloso contra André Luiz e Rodrigo, e o consequente pedido de prisão dos dois. Segundo o delegado, não há dúvidas acerca da responsabilidade deles. “A briga foi determinante para o acidente. Por mais que o estudante tenha agredido o motorista, o condutor não poderia ter se envolvido em qualquer discussão”, afirmou.

No inquérito, consta que o veículo estava a 30 quilômetros por hora quando rompeu a grade do viaduto Brigadeiro Trompovski, na saída do bairro da Ilha do Governador, zona norte do Rio, caindo na avenida Brasil. Antes, durante o percurso, chegou a atingir 80 quilômetros por hora.

O motorista do ônibus teve alta ontem do hospital Getúlio Vargas. Ele ainda se recupera de uma cirurgia no fêmur direito. O delegado chegou a ouvi-lo, mas como ele estava com amnésia, o depoimento foi desconsiderado. Já o estudante de engenharia segue internado no hospital Miguel Couto, no Leblon, se recuperando de uma cirurgia na mandíbula, e não conseguiu falar à polícia.

Várias testemunhas, no entanto, contaram que os dois discutiram de forma acirrada, depois que Rodrigo reclamou que o motorista não tinha parado no ponto em que desejava descer. Depois do bate-boca, Rodrigo pulou a roleta e deu um chute no motorista, ainda de acordo com o inquérito.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade