0

STF mandar soltar acusados de vender ingressos da Copa

Segundo o ministro Marco Aurélio, a Justiça não individualizou a conduta de cada um dos 10 membros do grupo

13 ago 2014
21h04
  • separator
  • 0
  • comentários

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (13) a libertação de dez acusados de venda ilegal de ingressos para a Copa do Mundo. Eles foram presos em julho, durante o torneio, por decisão da Justiça do Rio de Janeiro. Entre os beneficiados pela decisão está o franco-argelino Lamine Fofana, suspeito de participar do esquema.

Marco Aurélio entendeu que a justificativa da Justiça para decretar a prisão não individualizou a conduta de cada acusado. “Acrescento que a referência ao fato de integrantes do grupo, dentro de delegacia, terem oferecido dinheiro e ingressos de jogos visando corromper policiais não se mostrou individualizada. Então, deixa de atender ao devido processo legal no que inviabiliza a própria defesa”, disse.

Na semana passada, o ministro também concedeu habeas corpus ao diretor da empresa Match, Raymond Whelan, acusado de chefiar esquema de venda ilegal de ingressos. A Match tinha autorização da Federação Internacional de Futebol (Fifa) para comercializar bilhetes do Mundial.

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade