0

Temer exonera 3º ministro para votar PEC dos Gastos Públicos

10 out 2016
20h03
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente da República, Michel Temer, exonerou o ministro do Turismo, Marx Beltrão, na tarde de hoje (10). A exoneração foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. Com isso, Beltrão, que é deputado federal do PMDB por Alagoas, volta para o Congresso e reforçará a base do governo na votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016, que prevê um teto para os gastos públicos.

Marx Beltrão foi exonerado do cargo de ministro para voltar à Câmara dos Deputados e votar pela aprovação da PEC dos Gastos Públicos
Marx Beltrão foi exonerado do cargo de ministro para voltar à Câmara dos Deputados e votar pela aprovação da PEC dos Gastos Públicos
Foto: Agência Brasil

Na edição regular do Diário Oficial de hoje, publicado de manhã, Temer já havia exonerado os ministros Bruno Araújo, do Ministério das Cidades, e Fernando Coelho Filho, do Ministério de Minas e Energia. Ambos são deputados federais e retornaram à Câmara para votar pela aprovação da PEC 241.

O governo espera ter mais de 350 votos para garantir a aprovação da proposta, segundo o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, responsável pela articulação política. O ministro falou com a imprensa após jantar oferecido pelo presidente Michel Temer na noite desse domingo (9), no Palácio da Alvorada, a deputados que integram partidos da base aliada. Durante o jantar, o presidente pediu aos parlamentares apoio para a aprovação da PEC.

O expediente de exonerar ministros para retomarem seus mandatos na Câmara e reforçar a base governista não é novo. Dilma Rousseff adotou a estratégia em abril, quando exonerou Mauro Lopes, Celso Pansera e Marcelo Castro, seus ministros à época, para votarem contra o impeachment .

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade