PUBLICIDADE

"Senadores não são investigadores", diz Mourão sobre CPI

Vice-presidente voltou a minimizar a gravidade das apurações realizadas pela Comissão

2 jul 2021 10h25
| atualizado às 10h30
ver comentários
Publicidade

O vice-presidente Hamilton Mourão voltou a minimizar a gravidade das apurações realizadas pela CPI da Covid, que investiga omissão do governo federal na condução de medidas de combate à pandemia do novo coronavírus. Os trabalhos da comissão são "primordialmente políticos", na visão do vice-presidente. "A Comissão Parlamentar de Inquérito é primordialmente política, até porque os senadores que estão ali não são investigadores, pessoas acostumadas a conduzir inquéritos", avaliou o vice nesta sexta-feira, 2.

Vice-presidente Hamilton Mourão em Brasília
15/07/2020 REUTERS/Adriano Machado
Vice-presidente Hamilton Mourão em Brasília 15/07/2020 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Para ele, o caráter político das investigações coloca em xeque a validade das conclusões finais a que chegarão os senadores. "A partir do momento que tem muita coisa política, as decisões que chegam ao final da CPI podem ser mais incisivas ou não", disse. Ele também ironizou a sessão de ontem, quando houve pedidos de prisão do policial militar Luiz Paulo Dominguetti, apontado por reportagem da Folha de S.Paulo como autor de denúncia de que o governo teria pedido propina de US$ 1 por dose de vacina para fechar contrato com empresa. "Tem uma turma ali que nunca prendeu ninguém e está doida para prender. É só isso. Qualquer coisa (na CPI) é 'vou mandar prender'", zombou o vice.

Estadão
Publicidade
Publicidade