PUBLICIDADE

Política

'Sei que não estou cumprindo tudo que prometi', diz Lula sobre queda na avaliação do governo

Quatro institutos divulgaram pesquisas que apontaram queda na avaliação positiva da gestão Lula 3

15 mar 2024 - 19h56
(atualizado às 21h18)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO / Estadão

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse ter "consciência" de que não está cumprindo aquilo que foi prometido na campanha eleitoral em 2022. A fala ocorre após ter sido registrada queda da aprovação do governo federal nas pesquisas de opinião. Neste mês, quatro institutos divulgaram levantamentos que apontaram uma queda na avaliação positiva do governo do mandatário.

De acordo com Lula, ele foi questionado pela imprensa em relação à queda na aprovação da gestão federal. "Eu falei: 'Tudo bem'. É porque eu estou aquém do que o povo esperava que eu estivesse [fazendo], não estou cumprindo aquilo que eu prometi. E eu tenho consciência que não estou cumprindo", comentou. A declaração ocorreu durante anúncio de ações e investimentos do governo ao Rio Grande do Sul nesta sexta-feira, 15, em Porto Alegre.

No início da semana, o levantamento realizado pelo Datafolha mostrou que a gestão Lula 3 é reprovada por 34% entre os eleitores da cidade de São Paulo. Na pesquisa de agosto de 2023, o índice de reprovação estava em 25%. Já a avaliação positiva da gestão petista caiu de 45% para 38% no período. Aqueles que consideram o governo Lula regular passaram de 29% para 28%.

Na última semana, a pesquisa divulgada pelo Ipec, mostrou que o governo Lula foi avaliado como "ótimo e bom" por 33% dos entrevistados, uma queda de cinco pontos percentuais desde o último levantamento (38%), publicado em dezembro de 2023. Segundo o Ipec, o presidente ainda cresceu de 30% para 32% na avaliação negativa (ruim ou péssimo).

Outro levantamento, divulgado pela Atlas Intel, na quinta-feira, 7, também registrou um recuo na avaliação positiva do trabalho de Lula no governo federal. A pesquisa aponta que 47% dos brasileiros aprovam o desempenho do petista. Porém, no estudo anterior, realizado em janeiro, o percentual era de 52%.

Por fim, a Genial/Quaest, divulgada na quarta-feira, 6, avaliou que o trabalho do mandatário é aprovado por 51% dos entrevistados, o que representa redução de 3 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior, também de 2023. Já a desaprovação à atuação de Lula aumentou de 43% para 26% no mesmo período.

Por que a aprovação ao governo Lula caiu?

Cada instituto adota metodologias distintas e entrevistas um universo diferente de entrevistados, porém há uma tendência geral nos levantamentos. Das quatro pesquisas citadas, duas (Atlas/Intel e Quaest) indicaram que, entre os motivos para a queda, estão as declarações recentes do petista que abalaram sua imagem com o público.

Em fevereiro, durante entrevista coletiva em Adis Abeba, capital da Etiópia, o presidente comparou a incursão de Israel na Faixa de Gaza com o Holocausto. "O que está acontecendo em Gaza não aconteceu em nenhum outro momento histórico, só quando Hitler resolveu matar os judeus", disse Lula.

Outros motivos, como Economia nacional e dos preços dos insumos do dia a dia também influenciaram nos resultados, além de que, segundo pesquisas, o governo também não consegue performar bem nos temas mais importantes para os entrevistados, como segurança pública e corrupção.

No evento desta sexta, Lula justificou que o não cumprimento daquilo prometido se dá, também, pela falta de tempo de governo. "Quando eu planto um pé de jabuticaba, eu não chupo a jabuticaba no dia seguinte. Tenho que esperar ela crescer, ela brotar", afirmou.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade