PUBLICIDADE

PGR arquiva notícia de fato contra família Bolsonaro

Presidente e seus filhos, o deputado Eduardo Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro, respondiam em razão da rede de contas e perfis falsos

29 set 2020 12h02
| atualizado às 12h06
ver comentários
Publicidade

O vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, comunicou ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, o arquivamento de uma notícia de fato apresentada contra o presidente Jair Bolsonaro e seus filhos, o deputado Eduardo Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro, em razão da rede de contas e perfis falsos ligados a integrantes dos gabinetes da família que foi derrubada pelo Facebook por 'comportamento inautêntico coordenado'.

O presidente Jair Bolsonaro e os filhos Carlos, Flávio e Eduardo em Taiwan. 02/03/2018
O presidente Jair Bolsonaro e os filhos Carlos, Flávio e Eduardo em Taiwan. 02/03/2018
Foto: Divulgação/Família Bolsonaro / Estadão Conteúdo

"A ausência de fatos concretos que possam ser efetivamente atribuídos aos noticiados inviabiliza, portanto, a instauração o procedimento próprio. Destaque-se que nem mesmo o Facebook adotou qualquer medida em face deles, como seria o caso, por exemplo, da retirada das respectivas contas oficiais. E isso se deu, naturalmente, por inexistirem quaisquer elementos que vinculem-nos minimamente às acusações formalizadas por meio desta notícia-crime", registrou o vice-PGR em seu parecer.

O arquivamento se deu na última quinta-feira, 24, tendo Humberto Jacques de Medeiros informado o ministro Alexandre de Moraes sobre a decisão nesta segunda, 28. A manifestação se deu em razão de Alexandre ter pedido um parecer da Procuradoria-Geral da República sobre uma notícia-crime apresentada pela deputada Maria Perpétua de Almeida.

Estadão
Publicidade
Publicidade