PUBLICIDADE

PF ouvirá ex-estagiária do STF 'informante' de bolsonarista

Além de ter seu endereço vasculhado pelos investigadores, Tatiana Garcia Bressan foi intimada a prestar depoimento

7 out 2021 16h08
| atualizado às 16h35
ver comentários
Publicidade

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira, 7, um mandado de busca e apreensão contra a ex-estagiária do gabinete ministro Ricardo Lewandowski tratada como 'informante' pelo blogueiro bolsonarista Allan dos Santos. Além de ter seu endereço vasculhado pelos investigadores, Tatiana Garcia Bressan foi intimada a prestar depoimento.

As ordens foram expedidas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, relator do inquérito das fake news.

Ministro Ricardo Lewandowski durante sessão do STF
11/06/2019 REUTERS/Adriano Machado
Ministro Ricardo Lewandowski durante sessão do STF 11/06/2019 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Como mostrou o Estadão, as diligências estão relacionadas às mensagens obtidas pela Polícia Federal em que Allan diz a ex-estagiária de Lewandowski: 'Fique como nossa informante lá'. Tatiana Garcia Bressan, que atuou no gabinete do ministro entre julho de 2017 e janeiro de 2019, responde: 'Será uma honra. Estou lá'.

As conversas entre Allan e Tatiana tiveram início em outubro de 2018 e se estendem até março de 2020. O primeiro diálogo foi iniciado por Tatiana, que buscou contato com Allan porque tinha interesse em trabalhar com a deputada bolsonarista Bia Kicis. As conversas foram divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo e confirmados pelo Estadão.

Estadão
Publicidade
Publicidade