PUBLICIDADE

Moro vira réu em ação do PT por supostos prejuízos ao Brasil

Deputados alegam que declarações de ex-ministro prejudicaram a Petrobras

24 mai 2022 08h59
| atualizado às 09h00
ver comentários
Publicidade
Sergio Moro virou réu em ação do PT
Sergio Moro virou réu em ação do PT
Foto: Adriano Machado

Sergio Moro virou réu em uma ação movida por deputados federais do PT. Os parlamentares pedem a condenção do ex-ministro do governo Bolsonaro por ter causado suspostos prejuízos ao Brasil durante o período que comandou a Operação Lava Jato.

De acordo com informações da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, os petistas querem que o ex-juiz seja condenado a ressarcir os cofres públicos por ter abalado a economia brasileira com as suas declarações sobre a Petrobras. 

Na época da investigação, Moro afirmou que o "PT quase quebrou a Petrobras e que é difícil saber se é um partido ou um grupo de comediantes".

A ação judicial foi protocolada no dia 27 de abril e enviada para 2ª Vara Federal Cível de Brasília. Na última segunda-feira, 23, o juiz Charles Reauld Frazão de Morais recebeu a inicial e determinou que o réu fosse citado. 

Os deputados petistas Rui Falcão (SP), Erika Kokay (DF), Natália Bonavides (RN), José Guimarães (CE) e Paulo Pimenta (RS) foram os responsáveis pela ação, que diz que "o ex-juiz Sergio Moro manipulou a maior empresa brasileira, a Petrobras, com mero instrumento útil ao acobertamento dos seus interesses pessoais".

"O distúbrio na Petrobras afetou toda a cadeia produtiva e mercantil brasileira, principalmente o setor de óleo e gás", diz a ação assinada pelo advogado Marco Aurélio de Carvalho.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade