5 eventos ao vivo

Lula recebe prêmio da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa

20 jul 2012
15h23
  • separator

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ganhou nesta sexta-feira o prêmio José Aparecido de Oliveira, oferecido pela Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), na IX Conferência de Chefes de Estado e de Governo, em Maputo, Moçambique.

O prêmio homenageia personalidades e instituições que se destacam na defesa, valorização e promoção da CPLP, dos seus princípios, valores e objetivos. Entre os objetivos da CPLP estão a cooperação e a coordenação política e diplomática entre seus estados-membros para reforço de sua presença no cenário internacional, e projetos de promoção e difusão da língua portuguesa.

Impossibilitado de comparecer à cerimônia, o ex-presidente gravou um vídeo de agradecimento ao prêmio. "Recebo este prêmio, não tanto como uma homenagem à minha trajetória pessoal - sindical e política - e mais como o reconhecimento das conquistas recentes da lusofonia", disse Lula, que ressaltou a importância da contínua valorização da relação entre os países da comunidade e a criação no seu governo da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em Redenção, no Ceará.

O nome do prêmio homenageia o embaixador brasileiro José Aparecido de Oliveira (1929-2007) um dos fundadores da CPLP, e o júri é formado pelos representantes dos países membros da CPLP. Os países que compõem a CPLP são Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Portugal e Timor Leste.

Fernando Haddad, candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, visitou nesta quarta-feira a região comercial do centro de Santo Amaro. Haddad teve que falar novamente sobre sua polêmica aliança com Paulo Maluf, do PP
Fernando Haddad, candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, visitou nesta quarta-feira a região comercial do centro de Santo Amaro. Haddad teve que falar novamente sobre sua polêmica aliança com Paulo Maluf, do PP
Foto: Dassler Marques / Terra

Veja também:

Barroso vê 'motivação política' em ataques contra TSE
Fonte: Terra
publicidade