3 eventos ao vivo

‘Juntos, vamos vencer a eleição em 2014’, diz Dilma a PMDB

10 jun 2014
16h43
atualizado às 18h08
  • separator
  • 0
  • comentários

Após ganhar apoio formal do PMDB a sua candidatura à reeleição, a presidente Dilma Rousseff se mostrou confiante com a vitória ao repetir a chapa com seu principal sócio no atual mandato. Por ser muito heterogêneo, o partido ainda era dúvida na coalizão que terá Dilma encabeçando a candidatura.

<p>Presidente Dilma na convenção do PMDB com o vice-presidente Michel Temer, senador Vardir Raupp, e os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Henrique Alves </p><p> </p>
Presidente Dilma na convenção do PMDB com o vice-presidente Michel Temer, senador Vardir Raupp, e os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Henrique Alves
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O PMDB decidiu nesta terça-feira, por 398 votos a 275, pela manutenção da aliança com o PMDB em nível nacional. O vice-presidente Michel Temer permanecerá na chapa da petista Dilma Rousseff, que tentará a reeleição em outubro.

“Nós, juntos, vencemos a eleição em 2010 e juntos vamos vencer a eleição em 2014. Juntos, vamos fazer o Brasil andar pra frente”, disse a presidente durante convenção do PMDB. O tom se assemelha ao adotado com o PDT mais cedo, onde Dilma afirmou que a aliança com o partido é “invencível”.

“Teremos mais quatro anos em que vamos acelerar o processo de emancipação do nosso país, do crescimento econômico, da distribuição de renda, da infraestrutura, da redução da desigualdade social”, acrescentou a presidente.

Na convenção peemedebista, Dilma fez uma série de elogios e menções a filiados importantes do partido. A Temer, a presidente fez uma série de afagos. Disse que ele é um “articulador de consensos”.

A presidente atribuiu à legenda aliada ainda parte do sucesso dos seus principais programas – algo que ela tem feito com outros partidos que confirmaram apoio a sua candidatura. Dilma destacou principalmente a geração de empregos em meio a crise, beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida, programas de transferência de renda, dentre outros.

Ao lembrar dos programas lançados nos governos do PT, Dilma aproveitou para atacar novamente a oposição, a quem acusou de tentar “surrupiar” ideias. “Eles subestimam o povo desse país. Eles querem dizer que tem capacidade. Quando eles tiverem oportunidade não só não fizeram, mas foram contra”, disse a presidente. “(Os oposicionistas) Dizem que ninguém tem o monopólio daquilo que nós fizemos. Apesar de ter feitos sem eles e apesar deles.”

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade