PUBLICIDADE

Denúncias fizeram MDB "encolher", não candidaturas, diz Simone Tebet

Pré-candidata do partido rebateu Renan Calheiros, que criticou seu nome para a corrida eleitoral

18 abr 2022 - 11h20
Ver comentários
Publicidade
Senadora Simone Tebet
REUTERS/Adriano Machado
Senadora Simone Tebet REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Pré-candidata à Presidência pelo MDB, a senadora Simone Tebet disse que foram as denúncias de corrupção envolvendo o partido que "encolheram" a legenda, e não os nomes de seus candidatos para corridas eleitorais, como havia afirmado o também senador pela sigla Renan Calheiros.

Entrevistada por jornalistas em uma sabatina do Uol, Tebet rebateu o colega de Senado e de partido, que colocou em dúvida a competitividade da senadora nas eleições deste ano.

"Uma candidatura com 1% dos votos, no máximo com 2%, não vai ajudar a alavancar e dar competitividade aos palanques estaduais", afirmou Renan também ao Uol. Calheiros citou ainda Henrique Meirelles, que foi candidato do partido em 2018, e disse que sua candidatura levou o MDB a uma "tragédia" ao reduzir sua bancada no Congresso.

"O que fez o MDB encolher não foi candidatura própria, foram denúncias gravíssimas de corrupção que, ao longo do tempo, foram se comprovando que não eram verdadeiras", rebateu Tebet na sabatina.

Diante da incerteza de seu próprio colega de que seu nome possa repetir o fracasso de Meirelles em 2018, Tebet respondeu que sua candidatura é diferente. "Ele [Meirelles] pediu para ser candidato e o partido deliberou, mas eu, não. Eu fui chamada [pelo MDB]", pontuou.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade