2 eventos ao vivo

Coaf não esclarece se Greenwald é alvo de investigação

Conselho alegou sigilo e não esclareceu ao TCU se está realizando alguma análise sobre as movimentações financeiras do jornalista

9 jul 2019
17h49
atualizado às 17h57
  • separator
  • comentários

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) alegou sigilo e não esclareceu ao Tribunal de Contas da União (TCU) se está realizando algum tipo de análise sobre movimentações financeiras do jornalista Glenn Grennwald, do site The Intercept Brasil.

A resposta foi protocolada no TCU na tarde desta terça-feira, 9, junto com a manifestação do ministro da Economia, Paulo Guedes - este, por sua vez, explicou que apenas o Coaf, por ser um órgão autônomo, poderia dar informações e se disse "intrigado".

Glenn Greenwald em audiência pública na Câmara dos Deputados
Glenn Greenwald em audiência pública na Câmara dos Deputados
Foto: Vinicius Loures / Agência Câmara

Os ofícios assinados por Guedes e pelo presidente substituto do Coaf, Jorge Luiz Alves Caetano, são uma resposta ao ministro Bruno Dantas, relator da representação feita pelo Ministério Público junto ao TCU.

O MP de Contas aponta, na representação, possíveis irregularidades, se for procedente a notícia publicada no site O Antagonista de que a Polícia Federal pediu ao Coaf análise de movimentações financeiras do jornalista.

Veja também:

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade