PUBLICIDADE

Citação da Globo na CPI gera climão entre senador e deputado

Vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues se irrita com pedido de retratação por entrevista concedida ao canal

12 ago 2021 11h50
ver comentários
Publicidade

Nesta quinta-feira (12), a aguardada sessão da CPI da Covid com o depoimento do deputado Ricardo Barros (PP-PR), envolvido em suspeita de irregularidades na compra da vacina Covaxin, começou em temperatura elevada.

Senador Randolfe Rodrigues foi contestado por entrevista ao ‘Profissão Repórter’
Senador Randolfe Rodrigues foi contestado por entrevista ao ‘Profissão Repórter’
Foto: Reprodução/TV

Após fazer a abertura, o presidente Omar Aziz (PSD-AM) passou a palavra ao vice. Randolfe Rodrigues (Rede-AP) informou que Barros enviou a ele uma notificação extrajudicial com pedido de retratação por afirmações feitas no programa ‘Profissão Repórter’, da Globo, sobre a gestão da covid-19.

Na atração comandada por Caco Barcellos, Randolfe acusou o deputado de atuar nos bastidores do governo para emplacar o contrato problemático da Covaxin e diz que o presidente Jair Bolsonaro foi informado da negociata pelo deputado Luís Miranda (DEM-DF) e não tomou nenhuma providência.

“Quero informar ao senhor depoente, olhando para ele, olhando nos olhos, reafirmo tudo dito no programa ‘Profissão Repórter’. Aliás, o dito lá ainda está incompleto. Será completado aqui na minha inquirição a esse depoente”, disse o senador, visivelmente irritado.

Nesse momento, o deputado Ricardo Barros afastou o microfone e buscou orientação de seus advogados. O clima pesou na CPI marcada por vozes alteradas, xingamentos, deboches e até ‘peitada’ entre parlamentares.

Às 11h09, os ânimos se acalmaram quando todos no plenário ficaram de pé para fazer 1 minuto de silêncio em homenagem ao ator Tarcísio Meira, morto aos 85 anos por complicações da covid-19.

Não foi a primeira vez que a Globo produziu discussão na CPI da Covid. No início de julho, os senadores Fernando Bezerra (MDB-PE) e Marcos Rogério (DEM-RO), ambos da tropa de choque de Bolsonaro, questionaram Omar Aziz por suposto vazamento de informações sigilosas da comissão para o jornalismo da emissora.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade