PUBLICIDADE

Polícia

PM faz operação na Maré para que Prefeitura faça demolição de casas financiadas pelo tráfico

Segundo PM, ação visa permitir que agentes efetuem demolições no complexo de favelas. Moradores relataram intenso tiroteio

13 nov 2023 - 12h38
(atualizado às 12h38)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução: Redes Sociais

A Polícia Militar (PM) realizou uma operação na manhã desta segunda-feira, 13, nas localidades do Parque União, Parque Rubens Vaz e Nova Holanda, situadas no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio de Janeiro. A ação visa permitir que a Prefeitura da cidade efetue a demolição de 30 residências construídas irregularmente.

Moradores utilizaram as redes sociais para compartilhar informações sobre a operação. De acordo com esses relatos, ocorreram confrontos entre agentes do Comando de Operações Especiais (COE) e traficantes. 

Em nota a PM, informou que a operação tem como propósito "coibir roubos de veículos e de cargas, buscar armas e drogas, além de proporcionar segurança para que agentes da Prefeitura do Rio possam realizar demolições no complexo de favelas". 

Ainda de acordo com a PM, no decorrer da operação, as unidades do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) apreenderam um fuzil no Parque União. Em uma ação na rua Roberto da Silveira, na mesma favela, um suspeito foi preso, e foram apreendidos um rádio comunicador e uma motocicleta. 

Construções financiadas pelo tráfico

A Secretaria de Ordem Pública (Seop) e o Ministério Público (MP), através do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), já demoliram aproximadamente 30 moradias irregulares nas comunidades Nova Holanda, Rubem Vaz e Parque União, região sob influência do crime organizado.

De acordo com a Seop, as construções são "em regra financiadas pelo tráfico de drogas, que acaba fazendo loteamento do espaço público". 

Leia nota na íntegra:

“Hoje a Prefeitura faz uma operação mais uma vez na Favela da Maré pra demolir construções irregulares. Essas construções, é importante dizer, foram erguidas sobre as calhas de escoamento da água da chuva, então colocam em risco a vida das pessoas porque essas construções impedem que a água da rua seja escoada devidamente. Além disso, é importante frisar que são construções em regra financiadas pelo tráfico de drogas, que acaba fazendo loteamento do espaço público. Então a gente está aqui para fazer essa operação de demolição, mais uma vez com foco na preservação da vida, na ordem pública e também na asfixia financeira do crime organizado".

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade