3 eventos ao vivo

Culto e abraço coletivo lembram vítimas de escola em Suzano

Dois atiradores atacaram a escola há uma semana, matando oito pessoas; celebração reuniu representantes de diversas religiões, alunos, pais e funcionários

20 mar 2019
12h53
atualizado às 13h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: Julien Pereira/Fotoarena / Estadão

Um culto ecumênico em homenagem às vítimas do massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, foi realizado na manhã desta quarta-feira, 20, quando completa uma semana do ataque. A celebração, acompanhada por pais, alunos e professores, foi realizada na quadra da escola.

Antes do início da cerimônia, jovens cantavam músicas religiosas na porta da escola. Alguns alunos do Centro de Estudos de Línguas (CEL), que funciona dentro da unidade, chegaram uniformizados.

O técnico em abastecimento Silvio Cesar Marsola de Souza, de 47 anos, foi com o filho, aluno da escola. "Eu estava longe do problema e não consigo aceitar e dissipar a dor no meu peito. Eu imagino como está a situação dele e de todos os outros alunos que vivenciaram."

Souza conta que foi à escola para dar apoio ao filho. "É um sentimento de estar próximo dele e dar força para ele superar isso, porque ele não vai conseguir esquecer. Mas eu tenho de estar junto para que supere isso e viva daqui para frente. Ele tem o compromisso e a responsabilidade com a vida e com as pessoas e com o que puder fazer de bom daqui para frente."

O culto teve início por volta das 10h25 e contou com a participação de representantes de várias religiões, como igrejas evangélicas e católica, a umbanda e o espiritismo. "Para nós, ainda é um momento de muita aflição e tristeza. Estamos consternados, mas não estamos destruídos", disse o pastor Valter Oliveira, da Igreja Comunidade da Graça.

Rosas brancas foram distribuídas para os participantes do ato e um poema feito pelo aluno Cleiton Antonio Ribeiro, uma das vítimas fatais, foi lido por um estudante.

Às 11h10, ao som de "Dias Melhores" (Vivemos esperando / Dias melhores / Dias de paz, dias a mais / Dias que não deixaremos para trás), da banda Jota Quest, as pessoas que acompanhavam a cerimônia começaram a sair de mãos dadas e iniciaram um abraço coletivo no prédio da escola. O secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares, e o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, também participaram.

Durante a manhã, caminhões levaram materiais para escola e novas carteiras. A unidade passou por reforma, mas a data de retorno oficial das aulas ainda será divulgada.

Veja também:

Bolsonaro já admitiu que Wassef era seu advogado
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade