PUBLICIDADE

Nova gafe: Bolsonaro chama Torre de Pisa de "Torre de Pizza"

Mais cedo, presidente trocou o nome de Salvini por Salvati

4 nov 2021 15h14
| atualizado às 15h27
ver comentários
Publicidade

Em mais uma gafe após sua viagem pela Itália, o presidente Jair Bolsonaro confundiu nesta quinta-feira (4) o nome da famosa Torre de Pisa, um dos principais pontos turísticos do país europeu, e chamou o monumento de "Torre de Pizza".   

"Eu ando pelo Brasil, pelo mundo também. Estive há pouco na Itália. Todo o percurso fiz de carro, total (de) duas horas, tinha internet. Mas me marcou quando fui visitar a Torre de Pizza. Um garoto perguntou: "E a Amazônia? Está pegando fogo?", disse o presidente, durante o leilão do 5G.

A declaração foi dada no momento em que Bolsonaro fez um comentário sobre a Amazônia e rebateu críticos que declararam que o atual governo peca na gestão da floresta. Segundo ele, em uma viagem a Amazônia, os indígenas relataram melhores acesso a internet.

Bolsonaro visitou Pisa durante sua viagem pela Itália
Bolsonaro visitou Pisa durante sua viagem pela Itália
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A nova confusão ocorre depois de que o presidente brasileiro esteve na Itália entre sexta e terça-feira (2), para participar da reunião do G20, receber a cidadania honorária de Anguillara Veneta, cidade onde nasceu um dos seus bisavós, e visitar Pistoia, onde visitou o monumento em homenagem a brasileiros que lutaram na Segunda Guerra Mundial.

Antes de deixar o território italiano e embarcar para o Brasil, Bolsonaro passou pela cidade de Pisa e conheceu a torre homônima. Hoje, além de trocar o nome do monumento, ele também demonstrou pouco conhecimento sobre o senador de extrema direita Matteo Salvini e errou tanto o nome quanto o antigo cargo do italiano.

Em conversa com apoiadores, Bolsonaro afirmou que se reuniu com o "Salvati", que "foi primeiro-ministro da Itália e é senador agora". Salvini, na verdade, foi vice-premiê e ministro do Interior.

Já na viagem, o mandatário trocou o nome do enviado especial dos Estados Unidos para o clima, John Kerry, com o do ator e humorista Jim Carrey.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade