PUBLICIDADE

Empresário admite financiar grupos da campanha de Bolsonaro

Fakhoury é investigado pela CPI por suspeita de financiar um esquema de disseminação de notícias falsas e ele próprio propagar fake news

30 set 2021 13h18
| atualizado às 13h35
ver comentários
Publicidade
Otávio Fakhoury depõe na CPI da Covid
Otávio Fakhoury depõe na CPI da Covid
Foto: Leopoldo Silva / Agência Senado

O empresário Otávio Fakhoury admitiu nesta quinta-feira, 30, em depoimento à CPI da Covid do Senado, ter custeado financiamento grupos que imprimiram material de campanha na campanha eleitoral de Jair Bolsonaro em 2018. "Declarei todas as minhas ajudas de campanha", afirmou.

"Esses valores (para o grupo de apoiadores de Bolsonaro) não foram para nenhuma campanha política e por isso não estão declarados", reconheceu ele.

Em 2015, o Supremo Tribunal Federal (STF) declarou inconstitucional doações de empresas para campanhas eleitorais. O entendimento legal permite doações de pessoas físicas para campanhas, mas todas elas têm de ser registradas à Justiça Eleitoral.

Fakhoury é investigado pela CPI por suspeita de financiar um esquema de disseminação de notícias falsas e ele próprio propagar fake news.

CPI da Covid
REUTERS/Adriano Machado
CPI da Covid REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Em seu depoimento, o empresário disse que é seu direito de não usar máscaras, de se posicionar contra as vacinas, advogar em favor do tratamento precoce com medicamentos sem eficácia e também questionar medidas de isolamento como o lockdown.

Essas medidas, defendidas por ele em redes sociais, contrariam o consenso científico para o enfrentamento da pandemia.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade