PUBLICIDADE

Cidades

Unidade da McDonald’s no centro de SP é depredada; PMs estavam ao lado e não agiram

Vídeos mostram motoboys arremessando pedras no estabelecimento; PM afirma que policiais acionaram reforço para conter os agressores

5 dez 2023 - 19h50
(atualizado às 22h09)
Compartilhar
Exibir comentários
Segundo a PM, os policiais fizeram a proteção das pessoas que estavam em um hotel ao lado
Segundo a PM, os policiais fizeram a proteção das pessoas que estavam em um hotel ao lado
Foto: Reprodução/ X

Uma unidade da McDonald’s que fica no centro de São Paulo foi depredada na noite da última segunda-feira, 4, por um grupo de pessoas que pareciam entregadores.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram um grupo de rapazes utilizando mochilas de entrega de alimentos atirando pedras na loja.

Nas imagens, é possível ver que dois policiais militares que estavam ao lado do estabelecimento assistem aos ataques e continuam parados, sem fazer nada.

Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar afirmou que os policiais que estavam no local solicitaram reforço "já que, por serem do patrulhamento de rua, não possuíam equipamentos de menor potencial ofensivo para dispersar os agressores, que estavam em número bem maior" (veja nota completa abaixo).

Ainda segundo o texto, enquanto aguardavam, os policiais fizeram a proteção das pessoas que estavam em um hotel ao lado e se abrigaram para não serem atingidas por objetos lançados contra elas.

A nota ainda afirma que os agressores, que estavam em motos, se dispersaram quando a viatura de apoio chegou ao local.

Em comunicado enviado ao Terra, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), informou que "o fato ocorrido na lanchonete na Avenida Ipiranga foi um desentendimento seguido de depredação, sem nenhuma relação com roubo ou furto a estabelecimento comercial. A chegada da viatura de apoio dispersou os agressores" (veja nota completa abaixo)

O Terra entrou em contato com a assessoria da McDonald’s e aguarda retorno.

Bar Brahma atacado

No último fim de semana, o Bar Brahma, localizado no cruzamento entre as avenidas Ipiranga e São João, uma das esquinas mais famosas do centro da capital paulista, foi alvo de um ataque a pedradas, como mostraram vídeos feitos por moradores da região. Um carro estacionado na frente do estabelecimento também foi depredado.

Nota da PM 

Esclarecemos que o vídeo divulgado nas redes sociais não mostra toda a dinâmica da ação. Os dois policiais que estavam no local solicitaram reforço assim que o tumulto começou, já que, por serem do patrulhamento de rua, não possuíam equipamentos de menor potencial ofensivo para dispersar os agressores, que estavam em número bem maior. Enquanto o reforço não chegava, eles precisaram proteger as pessoas que estavam se abrigando no hotel e se proteger dos objetos jogados pelos vândalos. Os agressores, que estavam em motos, se dispersaram quando uma viatura de apoio chegou ao local.

Nota da SSP

A região central é uma das prioridades da SSP e desde o começo do ano o policiamento foi reforçado com 120 policiais militares a mais que atuam diariamente na Operação Impacto-Centro, com a Operação Resgate e AC35 da Polícia Civil e com a atividade delegada. Além disso, a SSP passou a realizar, desde setembro, o tornozelamento de infratores soltos em audiência de custódia na Capital e assinou um Termo de Cooperação com o Poder Judiciário que facilitará a identificação e comunicação, pelos policiais ao Poder Judiciário, dos criminosos que descumprem as condições de penas ou medidas alternativas nas ruas do Estado. Desde julho, já foram identificados e comunicados ao Poder Judiciário mais de 250 casos na região central. Este reforço resultou no aumento das prisões e apreensões neste ano em relação ao ano passado. De janeiro a outubro deste ano, as polícias prenderam 5.455 criminosos na região central (aumento de 28%), apreenderam 114 armas de fogo (aumento de 39%) e 1,5 tonelada de drogas (aumento de 244%). Em relação aos crimes praticados, o aumento das ações e presença policial resultou na reversão de seguidas altas em 2022 para quedas em roubos e furtos desde abril deste ano. Em toda a região central as quedas de 6% de furtos e de 15% de roubos desde abril resultaram em 4856 vítimas a menos de roubos e furtos quando comparados aos crimes registrados no mesmo período do ano passado.

Importante deixar claro que o fato ocorrido na lanchonete na Avenida Ipiranga foi um desentendimento seguido de depredação, sem nenhuma relação com roubo ou furto a estabelecimento comercial. A chegada da viatura de apoio dispersou os agressores.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade