PUBLICIDADE

Operações Falso Cristal e Reação Química combatem corrupção ativa e passiva, falsificação documental e associação criminosa

Ações investigam crimes contra a administração pública e falsificação documental no RS.

15 jun 2024 - 17h36
Compartilhar
Exibir comentários

A Polícia Civil deflagrou nesta sexta-feira (14/06) as Operações Falso Cristal e Reação Química para combater corrupção ativa e passiva, falsificação documental e associação criminosa. As operações, conduzidas pela 1ª Delegacia de Combate à Corrupção e a Divisão Estadual de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (DCCOR), cumpriram mandados de busca e apreensão em Capão da Canoa, Xangri-lá, Nova Santa Rita e Estrela.

Foto: Divulgação/Polícia Civil / Porto Alegre 24 horas

A ação teve início com provas obtidas na Operação Sol Poente, que investigou delitos licitatórios no Executivo Municipal de Xangri-lá. A Operação Falso Cristal apurou crimes de corrupção no Executivo Municipal de Xangri-lá, com um servidor público exigindo vantagens financeiras de empresários de serviços de hidrojateamento e sucção.

A Operação Reação Química investigou a emissão de laudos técnicos fraudulentos por uma engenheira química em Esteio, sem os procedimentos legais necessários. Durante as operações, foram apreendidos documentos falsos, armas de fogo, celulares e dinheiro de origem suspeita.

O grupo empresarial envolvido colaborava com agentes públicos para obter vantagens financeiras ilícitas. A Polícia Civil prossegue com as investigações para identificar e responsabilizar todos os envolvidos.

Com a informação Polícia Civil.

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade