0

DF: protestos se espalham por Brasília e prédio da ECT é invadido

30 ago 2013
13h00
atualizado às 14h35
  • separator
  • comentários

Parte dos manifestantes ligados à Federação Nacional dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telegrafos (Fentect) invadiu o edifício sede da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) em Brasília no final desta manhã. Os trabalhadores protestam no local exigindo aumento de 15%, incorporação de R$ 200 ao salário e que o serviço de entrega de correspondência seja feito somente pela manhã quando a temperatura é mais baixa no Distrito Federal.

O ato faz parte do chamado de Dia Nacional de Manifestação e Luta, organizado pelas centrais sindicais em todo País, como desdobramento da primeira série de manifestações realizada no dia 11 de julho, quando as centrais sindicais paralisaram diversas avenidas e rodovias em várias cidades.

Outras categorias se manifestam em diferentes pontos da cidade. O sindicato que reúne a maior parte dos servidores federais, o Sindsep-DF, programa também um debate sobre a terceirização do trabalho em um espaço montado no meio do gramado da Esplanada dos Ministérios, batizado pelos manifestantes como Tenda do Servidor. Manifestantes ligados à Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, por sua vez, prometem a instalação de um acampamento em frente ao Congresso Nacional. Dentre as reivindicações estão a aprovação do plano nacional de educação, o fim dos leilões de petróleo e a destinação de 10% do PIB para a área.

As centrais sindicais do Distrito Federal aprovaram o que chamam de "jornada de lutas", que inclui uma série de atos que começa nesta sexta-feira e se estende até o dia 5 de setembro. Hoje houve manifestação dos aeroviários no Aeroporto Juscelino Kubitschek. As categorias protestam contra a tramitação do projeto de lei que regulamenta a terceirização do trabalho. Ainda hoje, às 16h30, deve ocorrer mais um protesto em frente ao terminal 2 do aeroporto.

 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade