1 evento ao vivo

Corpo de quinta vítima da tragédia na Catedral é velado em Indaiatuba

Sepultamento está previsto para as 15 horas

13 dez 2018
09h44
  • separator
  • 0
  • comentários

SOROCABA - O corpo de Heleno Severo Alves, de 84 anos, a quinta vítima do atirador da Catedral Metropolitana de Campinas, está sendo velado, na manhã desta quinta-feira, 13, em Indaiatuba, interior de São Paulo. O sepultamento está previsto para as 15 horas no mesmo local do velório, o Cemitério Jardim Memorial, no bairro Vila Brizolla. Parentes, vizinhos e amigos da família estão no local.

Corpo de Heleno Severo Alves, de 84 anos, quinta vítima fatal da tragédia da Catedral, está sendo velado em Indaiatuba, interior de São Paulo
Corpo de Heleno Severo Alves, de 84 anos, quinta vítima fatal da tragédia da Catedral, está sendo velado em Indaiatuba, interior de São Paulo
Foto: Sebastião Alves/ Divulgação / Estadão

Heleno morreu na tarde de quarta-feira, 12, depois de passar por cirurgia no Hospital Municipal Mário Gatti, em Campinas. Desde que foi internado, no dia anterior, após o atentado, seu estado era considerado muito grave. Ele foi atingido por disparos no tórax e no abdome, e ficou internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

A esposa de Alves, Damiana Francisco Leandro Alves, de 76 anos, disse que,no dia do atentado, pediu ao marido para não ir à missa na Catedral, depois que ele perdeu o ônibus para Campinas. "Eu falei, não vá, é um aviso", contou ao Estado na quarta-feira.

Ex-pedreiro, Alves era pernambucano de Exu, mas morava há mais de 40 anos em Indaiatuba. O casal completaria no próximo dia 25, dia de Natal, 63 anos de casados. Além da esposa, Alves deixou 9 filhos, 24 netos e 18 bisnetos.

As outras vítimas do atirador, Sidnei Vitor Monteiro, 39 anos; José Eudes Gonzaga Ferreira, 68; Cristofer Gonçalves dos Santos, 38; e Elpídio Alves Coutinho, 67; foram sepultadas na quarta-feira. No mesmo dia foi realizado o sepultamento do autor dos disparos, Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade