0

Bala perdida em perseguição policial mata homem em SP

Duas pessoas que não tinham relação com confronto entre PM e suspeitos de assalto foram atingidas por tiros na região do Jaguaré

11 jan 2020
14h04
atualizado às 16h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um homem morreu e uma mulher foi ferida por balas perdidas durante uma perseguição policial na noite de sexta-feira, nas proximidades da Marginal Pinheiros, na cidade de São Paulo. Um suspeito de cometer assaltos na região também foi baleado e morreu após confronto com a Polícia Militar (PM), de acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

Perseguição policial na região do Jaguaré terminou com dois mortos e um ferido
Perseguição policial na região do Jaguaré terminou com dois mortos e um ferido
Foto: Google Street View/Reprodução / Estadão Conteúdo

Segundo a secretaria, policiais militares em patrulhamento foram acionados sobre quatro pessoas que estariam realizando assaltos com um veículo na região do Jaguaré, na zona oeste paulistana. Ao encontrarem o automóvel, um dos ocupantes (identificado como Giliarde João da Silva, de 27 anos) teria disparado na direção dos PMs, iniciando uma troca de tiros.

Durante o confronto, uma mulher de 50 anos foi atingida por uma bala perdida e levada ao Hospital da Lapa, na zona oeste, pelo marido. A vítima foi transferida para o Hospital de Clínicas, onde permanece internada em estado grave.

Outra bala perdida atingiu David de Oliveira Leite, de 28 anos, que trabalhava na região. Ele foi socorrido ao Hospital das Clínicas, onde morreu.

A perseguição seguiu até Silva ser atingido por volta das 20 horas. Ele foi levado ao Hospital Universitário, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a SSP, os demais ocupantes do veículo suspeito conseguiram fugir.

O caso foi registrado como "morte decorrente de intervenção policial", em referência à morte de Leite, e como "homicídio simples e resistência". "A arma utilizada por Silva, um revólver calibre 38, foi encaminhado à perícia, assim como a arma dos policiais. O caso foi registrado pelo DHPP, que realizou perícia ao local. O veículo também foi apreendido", diz nota.

Veja também:

A rede de solidariedade para salvar bebês morcegos órfãos dos incêndios na Austrália

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade