PUBLICIDADE

Brasil supera marca de 560 mil mortes por covid-19

Foram registrados ainda 40.054 novos casos, totalizando 20.066.587 os contágios confirmados desde o ano passado

5 ago 2021 18h25
| atualizado às 20h21
ver comentários
Publicidade
Enterro de vítima da Covid-19 no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo
REUTERS/Amanda Perobelli
Enterro de vítima da Covid-19 no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo REUTERS/Amanda Perobelli
Foto: Reuters

Com mais 1.099 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, o Brasil ultrapassou a marca de 560 mil óbitos desde o início da pandemia, informou o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta quinta-feira, 5.

Desta forma, o País chegou a 560.706 vítimas na emergência sanitária. Foram registrados ainda 40.054 novos casos, totalizando 20.066.587 os contágios confirmados desde o ano passado.

Os dados mantêm o Brasil como o segundo país do mundo com mais mortes causadas pela covid-19, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, e o terceiro com mais casos. EUA e Índia lideram o ranking na primeira e segunda posições, respectivamente.

A taxa de incidência continua a subir e está em 9.548,8 a cada 100 mil habitantes, enquanto que o índice de letalidade da doença está estável em 2,8%, sendo o Rio de Janeiro o estado com o maior taxa, 5,7%.

O Estado de São Paulo mantém a liderança absoluta nos dois rankings, com 4.094.211 contaminações e 140.135 vítimas. Além do território paulista, seis outros estados brasileiros superaram a marca de 1 milhão de infecções pelo novo coronavírus: Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia, Santa Catarina e o Rio de Janeiro.

As médias móveis de mortes e casos também continuam caindo e estão em 32.460 e 887, respectivamente.

Distribuição de vacinas

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, apresentou um balanço da distribuição de vacinas no mês de julho, durante cerimônia de entrega das medalhas da Ordem do Mérito Médico e de Mérito Oswaldo Cruz, realizada no Palácio do Planalto.

Segundo ele, no mês de julho foram distribuídas mais de 43 milhões de vacinas contra a covid-19. Foi o maior resultado desde o início da campanha de imunização.

Até agora, o Ministério da Saúde e os laboratórios responsáveis por vacinas já distribuíram 184 milhões de doses a Estados e municípios, com aplicação de 147 milhões de doses.

Consórcio de imprensa

O Brasil registrou 1.086 novas mortes pela covid-19 nesta quinta-feira. A média semanal de vítimas, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou abaixo de 900 pela primeira vez em sete meses, em 882. A última vez que o indicador chegou a esse patamar foi em 8 de janeiro deste ano (872).

Nesta quinta-feira, o número de novas infecções notificadas foi de 39.185. No total, o Brasil tem 560.801 mortos e 20.065.687 casos da doença. Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 18,8 milhões de pessoas já se recuperaram da doença.

O Estado de São Paulo registrou 265 novas vítimas da covid nas últimas 24 horas. Apenas Minas Gerais (137) e o Rio de Janeiro (124) também superaram a marca dos 100 óbitos no dia.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade