0

Bolsonaro defende agropecuária em terras indígenas e diz que projeto de mineração está pronto

19 dez 2019
09h24
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta quinta-feira que uma das soluções para enfrentar a alta no preço da carne é aumentar a criação de gado no país, e disse que isso pode ser feito a partir da liberação de atividades de exploração nas terras indígenas.

Indígena observa produção de soja em Conquista do Oeste (MT)
24/04/2018
REUTERS/Ueslei Marcelino
Indígena observa produção de soja em Conquista do Oeste (MT) 24/04/2018 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

Segundo o presidente, o projeto de lei que prevê a liberação de garimpos nas terras indígenas está pronto para ser enviado ao Congresso, e ele defendeu a exploração nessas áreas além das atividades minerais.

"O índio vai poder fazer nas suas terras tudo o que um fazendeiro faz", disse Bolsonaro a jornalistas ao sair do Palácio da Alvorada. "É a Lei Áurea dos índios."

Entre as pessoas que o esperavam em frente à residência oficial estavam dois indígenas que defendiam a proposta.

O texto, uma das primeiras promessas de governo de Bolsonaro, enfrenta resistência na Congresso, o que levou ao atraso no envio da proposta. O presidente não soube dizer quando o projeto deve ser entregue aos parlamentares.

Essa semana é a última de trabalho no Congresso antes do recesso, e depois os parlamentares só voltarão ao trabalho em fevereiro.

Veja também:

As novas armas de Trump para reverter baixa popularidade às vésperas da eleição
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade