6 eventos ao vivo

Bolsonaro agradece presidentes de partidos após reuniões e diz acreditar que Parlamento fará sua parte

4 abr 2019
20h00
atualizado às 20h09
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente Jair Bolsonaro agradeceu os líderes e presidentes de partidos que se reuniram com ele no Palácio do Planalto nesta quinta-feira e disse durante transmissão ao vivo em rede social acreditar que o Parlamento fará sua parte, não só na reforma da Previdência, como também em outras temas de interesse do governo.

Presidente Jair Bolsonaro
25/03/2019
REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Jair Bolsonaro 25/03/2019 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

"Eles (líderes partidários) têm o perfeito discernimento de que querem colaborar, não com o governo, mas com o Brasil. Estamos em um momento, que vai acontecer neste ano, da votação da reforma da Previdência. Interessa para os nossos filhos e netos. É importantíssimo, nós temos que garantir, via essa reforma da Previdência, que os aposentados do futuro vão receber suas pensões e seus proventos", disse Bolsonaro na transmissão.

"Eu quero agradecer fervorosamente essas lideranças político-partidárias por esse momento que tivemos hoje pela manhã --conversamos quase que individualmente com todos eles-- tratando deste assunto. Nada foi tratado sobre cargos, nem por parte deles, nem por minha parte. O Brasil está acima dos nossos interesses", garantiu.

Nas conversas com os presidentes de DEM, PP, PRB, MDB, PSDB e PSD, Bolsonaro conseguiu reduzir as tensões com os partidos, mas não obteve dos dirigentes partidários o apoio formal e um ingresso na base parlamentar aliada ao Palácio do Planalto.

Na transmissão, feita ao lado dos ministros Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Bolsonaro disse ainda que 95 por cento das metas para os 100 primeiros dias de seu governo serão cumpridas e afirmou que o décimo terceiro salário para os beneficiados do programa Bolsa Família --uma dessas metas-- será anunciado na próxima semana.

Veja também:

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado por 90 dias
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade