PUBLICIDADE

Ampliar o vocabulário em inglês é essencial para o aprendizado, dizem pesquisas

Especialistas ensinam quatro estratégias para aprender palavras novas e enfatizam a importância da imersão

8 jun 2021 14h51
ver comentários
Publicidade

Ter um bom vocabulário é um dos fatores mais importantes ao se aprender uma língua, quer ela seja a língua materna ou não. Pesquisas do Macrothink Institute e teorias sobre aquisição de linguagem apontam para a relação estreita entre o aprendizado de vocabulário e o aprendizado de um idioma. Na pesquisa apontada, teóricos da linguagem como W. Nagy e S. Stahl afirmam que construir o vocabulário é uma das grandes dificuldades dos alunos de uma segunda língua, em especial se ela for distante da primeira, como é o caso da língua inglesa e do português: "o aprendizado de vocabulário é um processo difícil, porque os estudantes precisam estar motivados em usar metodologias para construção de vocabulário, a fim de atingir este objetivo". Dessa maneira, não basta apenas fazer aulas de inglês: é preciso investir em estratégias de ampliação do vocabulário.

Foto: Freepik / DINO

O problema é que existe uma concepção corrente de que a única maneira de aprender palavras novas é lendo. E a leitura é associada, mesmo na língua materna, a livros extensos e enfadonhos - o que leva os alunos de cursos de inglês a desistirem. Embora seja verdade que ler é uma das melhores maneiras, senão a melhor, de aprender vocabulário, felizmente não é a única. Seguem elencadas quatro estratégias eficazes para ampliar seu vocabulário e conquistar a proficiência em inglês.

1. Lançar mão de leituras que não parecem leitura

Segundo o Grammarly, uma ferramenta bastante conhecida de revisão de escrita em inglês, ler histórias em quadrinhos, histórias ilustradas ou livros infantis oferece todos os benefícios da leitura sem a carga geralmente associada a ela. Outras opções são escolher leituras leves, como best-sellers, ou ler em inglês livros que foram previamente lidos na língua materna. Blogs e posts de celebridades em redes sociais são outros exemplos de leituras que não parecem leituras. O fundamental aqui é que o conteúdo seja interessante o bastante para valer o esforço.

2. Ouvir música

Segundo os estudos citados, aprender o significado de uma palavra dentro de seu contexto é fundamental para a correta interpretação do texto. As letras de canções são uma maneira divertida de aprender palavras novas e ter uma experiência de imersão em inglês. São também uma forma de aprender mais sobre a cultura dos países anglófonos e praticar habilidades de compreensão auditiva e de pronúncia (quando o aluno canta a música). O site Genius.com oferece um enorme banco de dados com letras de canções. Adicionalmente, apresenta os comentários dos seguidores - mais uma opção de aprender inglês em um contexto leve e divertido.

3. Manter um arquivo com as palavras novas

Frank Andrade, do canal de YouTube Learn Languages with TV, explica que manter uma base de dados de palavras em uma planilha de Excel ou de Google Spreadsheet é uma maneira eficiente de melhorar o vocabulário em inglês. A ideia é inserir um novo termo sempre que o considerar relevante. Andrade ensina a separar cada termo em campos: definição, exemplos de uso e palavras derivadas. Por exemplo, a palavra teacher poderia incluir também o verbo to teach e o adjectivo teaching. Lançar mão das famílias de palavras faz com que se aprenda não apenas uma palavra nova a cada vez, mas pelo menos mais duas ou três.

4. Investir em um curso de inglês por imersão

Segundo o especialista em aquisição de linguagem Joshua Hartshorne, do Boston College, "aprender em imersão é mais eficiente do que qualquer outro fator. Imersão é essencial". Hartshorne explica que isso se deve ao nível de exposição ao idioma. Não basta fazer listas de palavras - elas devem ser utilizadas, e a imersão oferece chances diárias para isso. Hoje já existem opções de cursos de inglês por imersão on-line: é o caso da EAC Personnalité, escola de inglês EAD, em que todas as aulas são particulares, 100% individualizadas e acontecem todos os dias da semana. Hartshorne explica que a eficácia do processo imersivo se apoia nas pesquisas mais recentes em neurociência. A aquisição de palavras novas, portanto, depende tanto da exposição passiva ao idioma quanto às oportunidades para praticá-lo: e nisso, a imersão é imbatível. "É preciso praticar todos os dias para ter melhores resultados", diz ele.

Para saber mais
EAC Personnalité
www.eacprime.com



Website:

http://www.eacprime.com
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade