PUBLICIDADE

Trisal não consegue registrar o filho e recorre à Justiça

A família quer o direito de incluir o o nome da segunda mãe no registro de nascimento

9 mai 2022 15h17
| atualizado às 15h18
ver comentários
Publicidade
Trisal de Bragança Paulista (SP) compartilha nas redes sociais a batalha para registrar o filho
Trisal de Bragança Paulista (SP) compartilha nas redes sociais a batalha para registrar o filho
Foto: Reprodução: Instagram

Um trisal de Bragança Paulista (SP) teve um bebê recentemente e não conseguiu registrar a criança no nome dos três pais em cartório. O registro foi feito contendo apenas o nome dos pais biológicos.

A criança nasceu em abril e a família acionou advogados para a expedução de um ofício que explicava que, juntos, formam um núcleo familiar, mas não conseguiram. Segundo o G1, os pais agora pretendem acionar a Justiça pedindo a inclusão do nome da segunda mãe, que é permitida pela legislação, mas apenas com autorização do juiz.

Nas redes sociais, o trisal vem relatando um pouco do que estão passando. Os três estão juntos há três anos e meio e no último ano decidiram ser pais juntos. Desde o nascimento do filho, eles tentam maneiras de incluir o nome dos três no registro do bebê.

A lei permite a inclusão de maternidade ou paternidade socioafetiva na certidão, incluindo o nome de uma terceira pessoa que passa a ser responsável pela criança, incluindo deveres como partilha de bens e pensão.

 

Fonte: Redação Nós
Publicidade
Publicidade