PUBLICIDADE

Rodrigo Amorim marca motociata com ponto final na aldeia Maraka’nà

Deputado, famoso por quebrar placa de Marielle, já chamou aldeia de "lixo urbano"; indígenas convocam apoiadores para ato de resistência.

5 ago 2022 - 12h13
Ver comentários
Publicidade
Rodrigo Amorim convocou uma motociata de apoio ao presidente Jair Bolsonaro com ponto final na aldeia, que já chamou de "lixo urbano"
Rodrigo Amorim convocou uma motociata de apoio ao presidente Jair Bolsonaro com ponto final na aldeia, que já chamou de "lixo urbano"
Foto: Reprodução

Rodrigo Amorim, deputado estadual mais votado do Rio de Janeiro e famoso por quebrar a placa de Marielle, marcou uma motociata de apoio ao presidente Jair Bolsonaro com ponto final na Aldeia Maraka'nà, que ele já chamou de "lixo urbano" no plenário da Assembleia Legislativa do Rio.

“Aquele lixo urbano chamado Aldeia Maraka'nà é um absurdo (...) Quem gosta de índio, vá para a Bolívia, que, além de ser comunista, ainda é presidida por um índio”, foram as palavras do parlamentar em 2019, que também afirmou que era necessário realizar uma “faxina” no local para “restaurar a ordem”. 

Segundo informações do ‘Ação Antifascista Rio’, o deputado marcou uma motociata com ponto final no Maracaña. “Uma provocação direta ao movimento social indígena”, escreveram.

Nas redes sociais, o grupo se manifestou e convocou apoiadores para um protesto nesse sábado, dia 6/08, às 9h, em defesa da Aldeia. Veja os tuítes abaixo:

Fonte: Redação Nós
Publicidade
Publicidade