PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Reynaldo Gianecchini diz que foi mal interpretado pela comunidade LGBTQIA+: "Fui agredido a vida inteira"

Ator afirmou que sempre foi cobrado por causa de sua sexualidade

11 jun 2024 - 11h20
(atualizado em 13/6/2024 às 14h35)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Reynaldo Gianecchini recentemente falou sobre a polêmica de suas declarações sobre comunidade LGBTQIA+ que, segundo ele, foram mal interpretadas, gerando o cancelamento por parte da comunidade.
Reynaldo Gianecchini comentou que jamais diria que não faz parte da comunidade LGBTQIA+
Reynaldo Gianecchini comentou que jamais diria que não faz parte da comunidade LGBTQIA+
Foto: Reprodução: Instagram/reynaldogianecchini

Em cartaz com a peça “Priscilla, a Rainha do Deserto”, Reynaldo Gianecchini tem compartilhado em suas redes sociais toda a preparação para viver uma personagem drag queen. Em recente entrevista, o ator comentou sobre ter sido mal compreendido no ano passado ao falar sobre sua relação com a comunidade LGBTQIA+.

“Quando expus meu medo de estar assumindo de verdade essa comunidade, não é que estava rejeitando essa parte. Só estava expondo uma fragilidade minha, a de que eu não conseguia falar ainda sobre isso nem me sentir à vontade”, disse ao jornal Folha de S.Paulo.

"Outing": entenda essa violação de privacidade das pessoas LGBTQIA+ "Outing": entenda essa violação de privacidade das pessoas LGBTQIA+

Gianecchini afirmou que suas palavras foram mal interpretadas, resultando em seu cancelamento por parte da comunidade, que entendeu suas declarações como uma tentativa de se afastar da causa.

“De certa forma, fui muito agredido a vida inteira, porque sempre me cobraram muito sobre sexualidade. Ninguém deveria cobrar ninguém de sair do armário. Se a comunidade quer acolhimento e respeito, ela também tem que oferecer isso”, concluiu.

O que aconteceu

Em abril do ano passado, durante uma entrevista ao programa Conversa com o Bial, o ator discutiu sua sexualidade. Ele mencionou que não tinha “escrito na testa: ‘Sou gay’” e se descreveu como “simpatizante” da causa LGBTQIA+.

Após esse acontecimento, o ator utilizou as redes sociais para falar sobre o assunto. 

“Eu jamais diria que não sou parte da comunidade LGBTQIA+. Eu sempre falei que, no mínimo, sou simpatizante. Eu sou uma daquelas letrinhas, eu já tenho exposto, dentro do possível, da minha sexualidade fluida”, disse em vídeo postado no Instagram.

Como já havia discutido o tema anteriormente, ele acreditou que estava “bem implícito”. “Eu acho que estava bem implícito, eu não fico olhando de longe, eu sou parte daquilo. O que eu estava querendo dizer ali, é que a comunidade gay, com todas as suas características, com as suas identidades, eu demorei um tempo para me adentrar”, comentou.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade