PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Bruna Linzmeyer relembra quando ela e o irmão se assumiram para os pais: 'Eles seguraram uma bronca'

A atriz contou que os pais moram em uma cidade pequena e sofreram comentários preconceituosos por terem filhos LGBTQIA+

29 mai 2024 - 16h42
Compartilhar
Exibir comentários
Bruna Linzmeyer relembra como contou que é lésbica para os pais
Bruna Linzmeyer relembra como contou que é lésbica para os pais
Foto: Reprodução/Instagram

Bruna Linzmeyer se declara "sapatão" e defende pautas relacionadas à comunidade LGBTQIA+ desde meados de 2016, mas a atriz compreendeu a própria sexualidade quando já era adulta e só tocou no assunto publicamente quando já era famosa e tinha uma carreira consolidada.

  • O Terra é o veículo oficial da Parada SP, que tem cobertura patrocinada por Vivo, Amstel e L'Oreal

"Me entender como sapatão. Foi um momento de virada com o público, que passou a me enxergar com outra camada. Foi tão importante ter falado disso quando ninguém ainda o fazia. Eu estava vulnerável e aquilo me aproximou das pessoas, que puderam me enxergar sem barreiras, de uma forma muito bonita", disse a artista em entrevista à revista Marie Claire.

Bruna relembra que contar da própria sexualidade para a família foi um momento delicado, mas ela contou com a ajuda do irmão, que também estava se reconhecendo como LGBTQIA+ na época. "A época em que eu estava começando a ficar com mulheres, meu irmão estava começando a ficar com homens, depois de um casamento de 11 anos com uma mulher. Trocamos muito sobre isso. Fala? Não fala? Como fala? Quem fala? E ele falou primeiro e eu em seguida", recorda.

"Não foi extremamente fácil. Lembro do meu pai falar: “Não era isso que eu esperava, mas se você está feliz, eu estou feliz”. Meus pais moram em uma cidade pequena e foram entendendo o impacto disso na comunidade. Foram eles que tiveram que segurar a bronca, ouvir comentários no mercado, receber trote em casa. Foi uma jornada, mas tudo foi se ajustando", continua Linzmeyer.

7 famosos gringos LGBTQIAPN+ 7 famosos gringos LGBTQIAPN+

Como pessoa pública, Bruna compreende a importância de comentar assuntos ligados à experiência como mulher lésbica. Ela relembra que já se incomodou de ser perguntada sobre sexualidade, pois sempre precisava relembrar situações tristes, como episódios de preconceito e trabalhos perdidos por ser assumidamente homossexual.

"Teve uma época em que fiquei cansada porque me perguntavam muito sobre a parte dolorida: o preconceito, os trabalhos que perdi, como foi difícil. O que mais me encanta em pertencer a essa comunidade é justamente a flecha que colocamos no meio da dor e que a atravessa e a transforma. É a capacidade da poesia e do paradoxo que essa comunidade tem. A sensação interna de se reconhecer, pertencer e conseguir quebrar uma heterossexualidade tão elaborada no mundo é tão genuína e maravilhosa que nenhum preconceito é capaz de diminuir essa alegria", conclui.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade