PUBLICIDADE

Naiara Azevedo diz que recebia só R$ 1 mil do marido quando shows faturavam R$ 7 milhões

Artista revelou hematoma os braços e nas pernas, e contou os motivos que a levaram a pedir uma medida protetiva

4 dez 2023 - 00h27
(atualizado às 09h57)
Compartilhar
Exibir comentários
"Eu nunca queria ter chegado ao ponto de ter essa entrevista, de falar sobre esse assunto", diz Naiara Azevedo
"Eu nunca queria ter chegado ao ponto de ter essa entrevista, de falar sobre esse assunto", diz Naiara Azevedo
Foto: X/Fantástico / Pipoca Moderna

A cantora Naiara Azevedo contou sua história de abuso no programa "Fantástico" deste domingo (3), onde compartilhou a acusação que faz contra o ex-marido, Rafael Cabral. Ela o acusou de ter cometido violência doméstica e patrimonial.

Durante a entrevista, ela desabafou sobre a repercussão do assunto. "Eu nunca queria ter chegado ao ponto de ter essa entrevista, de falar sobre esse assunto. Eu sempre fui extremamente discreta com a minha vida pessoal", disse ela.

Caso Naiara Azevedo: violência doméstica e tudo o que você precisa saber Caso Naiara Azevedo: violência doméstica e tudo o que você precisa saber

Apesar disso, a artista revelou hematoma os braços e nas pernas, confirmou ter sofrido agressões e contou os motivos que a levaram a pedir uma medida protetiva.

O que aconteceu?

"Quando eu estava saindo de viagem, os meus funcionários foram carregar os equipamentos que a gente leva a estrada e foi dada uma ordem de que não poderia ser carregado o equipamento caso eu não pagasse o aluguel. Por que eu tenho que pagar o aluguel de algo que é meu? A carreta é minha, o equipamento é meu, o cenário é meu", contou.

Naiara não conseguiu viajar e teve que cancelar seu show. Então, ela buscou a delegacia para registrar queixa e garantir seus direitos. No registro de ocorrência feito na polícia, Naiara também anexou um vídeo de Rafael batendo na câmera durante uma briga e fotos de seus hematomas.

"Até então eu já havia sofrido violência física, moral, psicológica. Mas a violência patrimonial foi o meu gatilho. Foi onde eu entendi que eu estava sendo impedida de trabalhar", explicou.

Controle do dinheiro

Naiara diz que Rafael era responsável por controlar todo o dinheiro do casal, e que, mesmo no auge de sua carreira, ela só recebia mil reais por mês do marido. "Os dois primeiros anos da minha carreira, 2016, 2017 foram os meus maiores faturamentos - quatro, cinco, sete milhões por mês. Sabe quanto ele me dava por mês? Mil reais. E quando eu falava assim: 'Eu preciso de um cartão, preciso de dinheiro'… Sabe o que era falado para mim? 'Mas você quer dinheiro para quê? Você tem tudo. As roupas que você usa, o projeto paga. Sua casa, estamos pagando. Seu carro, estamos pagando. Sua despensa está cheia. Mil reais não dá para você viver?' Eu não tenho acesso a nada, nunca tive acesso a nada", desabafou a artista.

A estrela contou que os dois eram casados em comunhão parcial de bens e que, após a separação, motivada por episódios de violência doméstica, ela foi atrás de sua parte. "Todo esse tempo eu venho cobrado pra gente fazer a nossa partilha de bens. Nunca aconteceu. Sempre houve uma reluta, um não, não vamos. Eu só quero o que é meu, o que eu trabalhei para ter. Eu não quero uma gota de suor do trabalho do meu ex-marido. Eu não estou aqui para tirar o mérito de ninguém. Ele trabalhou, sim, trabalhou para caramba e ele merece ter direito de 50% dele. E eu, do meu. Eu só quero o que é meu. Eu só quero clareza diante do meu trabalho, do meu suor, dos meus sonhos, da minha luta", afirmou.

Ex-marido nega tudo

O "Fantástico" também ouviu Rafael Cabral sobre as acusações. Ele negou tudo. "Eu não entendi a denúncia e essa narrativa. Estou surpreso com tudo isso. Estou decepcionado com o ocorrido", disse ele, que ainda acrescentou: "Nego tudo porque isso não tem procedência. Cometi erros no meu casamento como traições, fui errado nesse ponto, e pedi perdão para ela".

Ele também informou que sua equipe jurídica vai entrar em contato com os advogados de Naiara para resolver a partilha de bens.

Ao ser questionado sobre a divisão dos bens em metade para cada um, ele afirmou: "Eu passo 100% de tudo isso, eu não tenho interesse. Eu desconheço a agressão. Eu fui pegar o celular da mão dela porque ela estava filmando e eu não entendi o motivo daquilo".

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade