PUBLICIDADE

Médico é preso por ofensas xenofóbicas contra passageira em avião: ‘Chinesa dos infernos’

Caso aconteceu em São Paulo, antes do voo decolar rumo a Manaus; caso é investigado pela PF como racismo

28 nov 2023 - 21h54
Compartilhar
Exibir comentários
Médico é preso por ofensas xenofóbicas contra passageira em avião no Aeroporto Internacional de São Paulo.
Médico é preso por ofensas xenofóbicas contra passageira em avião no Aeroporto Internacional de São Paulo.
Foto: Divulgação/Polícia Federal

Um médico de 43 anos que proferiu ofensas xenofóbicas contra uma passageira chinesa de 36 anos foi preso em flagrante dentro de um avião. O caso aconteceu na manhã desta terça-feira, 28, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, antes do voo decolar rumo a Manaus, no Amazonas.

Segundo informações da Polícia Federal divulgadas pelo portal Metrópoles, o médico teria empurrado a mulher no momento em que ela se sentava no assento da aeronave. Na ocasião, ele a teria chamado de “chinesa dos infernos”. As identidades não foram reveladas.

A Latam, companhia aérea responsável pelo voo, solicitou o apoio da Polícia Federal para realizar o desembarque do passageiro antes da decolagem. Dois advogados, que estavam sentados ao lado da vítima no avião e testemunharam a situação, prestaram depoimento à corporação.

A companhia aérea afirmou ao Terra que o voo LA3560, entre São Paulo e Manaus, decolou às 11h32, logo após a retirada do passageiro que teria proferido as ofensas xenofóbicas. 

O médico preso em flagrante foi autuado com base no art. 2º da lei 7.716/89, que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor. A PF instaurou um inquérito para investigar o caso. O racismo é crime inafiançável no Brasil.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade