PUBLICIDADE

Internautas e deputados criticam Secretaria de Justiça de SP por celebrar "Orgulho Gay"

Através do Instagram, a secretaria reafirmou o seu compromisso na promoção de políticas públicas voltadas à população LGBTQIA+

26 mar 2024 - 10h50
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
A Secretaria de Justiça de São Paulo fez uma postagem no Instagram para comemorar o Dia Nacional do Orgulho Gay e reafirmou seu compromisso na promoção de políticas públicas voltadas à população LGBTQIA+. Internautas e deputados criticaram a postagem.
A Secretaria da Justiça reafirmou o seu compromisso na promoção de políticas públicas voltadas à população LGBTQIA+
A Secretaria da Justiça reafirmou o seu compromisso na promoção de políticas públicas voltadas à população LGBTQIA+
Foto: iStock/FG Trade

Internautas e deputados criticaram a postagem da Secretaria da Justiça e Cidadania de São Paulo em comemoração ao Dia Nacional do Orgulho Gay, celebrado na última segunda-feira, 25. Através do Instagram, a secretaria reafirmou o seu compromisso na promoção de políticas públicas voltadas à população LGBTQIA+.

"Desde 2009, a Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual (CPDS) promove campanhas, palestras, projetos e ações, visando à efetiva atuação em favor do respeito à dignidade da pessoa humana da população LGBTQIA+, independentemente da orientação sexual e da identidade de gênero", escreveu.

Você sabe o porque junho é o mês do Orgulho? Você sabe o porque junho é o mês do Orgulho?

"O Estado de São Paulo é inovador na adoção de políticas públicas de enfrentamento à LGBTfobia, entre elas, a criação da Lei Estadual n.º 10.948, que pune administrativamente a discriminação em razão de orientação sexual e/ou identidade de gênero."

A secretaria ainda incentivou que vítimas de discriminação denunciem o ato através do site deles.

Nos comentários, um internauta escreveu: "Esse dia tinha que ser feriado estadual! (contém sarcasmo)".

"A Secretaria de Justiça deveria estar preocupada com a composição do CONDEPE e a escolha do ouvidor da policias. Mas, a preocupação é lacrar!", escreveu o deputado estadual por São Paulo Gil Diniz, conhecido como "Carteiro Reaça".

"Que absurdo!", comentou Frederico Dávila, ex-deputado estadual.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade