PUBLICIDADE

Indígenas e quilombolas são foco de edital do MEC para capacitação de professores

Primeiro edital do novo programa do MEC e da Capes abre vagas para formação de dois mil professores; inscrições vão até 30 de novembro Texto: Manuela Silva | Imagem: Reprodução/Freepik

27 set 2023 - 16h49
Compartilhar
Exibir comentários
Criança munduruku participa de aula em uma escola da reserva indígena de Praia do Mangue, em Itaituba (PA), na Amazônia, em 10 de setembro de 2019 (Foto: Nelson Almeida/AFP)
Criança munduruku participa de aula em uma escola da reserva indígena de Praia do Mangue, em Itaituba (PA), na Amazônia, em 10 de setembro de 2019 (Foto: Nelson Almeida/AFP)
Foto: Alma Preta

O Programa Nacional de Fomento à Equidade na Formação de Professores da Educação Básica (Parfor Equidade) está com as inscrições abertas desde a segunda-feira (25). As inscrições podem ser feitas pelas instituições de ensino superior e vão até 30 de novembro. As informações sobre a seleção constam do Edital nº 23/2023, publicado no Diário Oficial da União. 

O objetivo do programa é formar pedagogos e professores em licenciaturas específicas, a fim de atender redes públicas e comunitárias que ofertam educação escolar indígena, quilombola e do campo, além de educação especial inclusiva e educação bilíngue de surdos.  

Serão selecionadas propostas de instituições para oferta de duas mil vagas de formação de professores nos cursos abaixo:

Pedagogia Intercultural Indígena;  Licenciatura Intercultural Indígena; Licenciatura em Educação do Campo; Licenciatura em Educação Escolar Quilombola; Licenciatura em Educação Especial Inclusiva; Licenciatura em Educação Bilíngue de Surdos. 

As propostas devem ser apresentadas pelo sistema Integrado Capes (SiCapes). O resultado final da seleção tem publicação prevista para o dia 15 de março de 2024 e o início do curso, para junho de 2024.

Os matriculados declarados como pretos, pardos, indígenas, quilombolas, do campo, surdos ou com deficiência receberão bolsa mensal de R$ 700. Para coordenadores, professores-formadores e formadores convidados, serão pagas bolsas com valores que variam de R$ 1.550 a R$ 2.100.

O Parfor Equidade é uma ação do MEC, executada pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização de Jovens e Adultos, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação (Secadi) e pela Capes, autarquia vinculada à pasta. A iniciativa integra o Programa de Desenvolvimento Acadêmico Abdias Nascimento.

Alma Preta
Compartilhar
Publicidade
Publicidade