PUBLICIDADE

Desde quando Daniel Alves está preso? Entenda o caso

Ministério Público da Espanha pediu nove anos de prisão para o lateral brasileiro

29 nov 2023 - 12h12
(atualizado às 14h56)
Compartilhar
Exibir comentários
Daniel Alves está em prisão preventiva desde o dia 20 de janeiro
Daniel Alves está em prisão preventiva desde o dia 20 de janeiro
Foto: Reprodução: Instagram/danialves

Daniel Alves é acusado de agressão sexual contra uma mulher de 23 anos, em uma boate na Espanha - fato ocorrido em dezembro do ano passado. O lateral foi detido e está em prisão preventiva desde o dia 20 de janeiro e já teve quatro pedidos de liberdade negados. O jogador brasileiro nega a acusação, alegando que as relações foram consensuais.

Caso Daniel Alves: investigação termina e atleta será julgado por agressão sexual Caso Daniel Alves: investigação termina e atleta será julgado por agressão sexual

Na semana passada, o Ministério Público da Espanha pediu a prisão de Daniel Alves por nove anos, segundo a agência de notícias EFE. Além da pena na cadeia, o órgão também pede indenização de quase R$ 800 mil para a vítima por danos morais e psicológicos.

ENTENDA O CASO

No dia 30 de dezembro, segundo os relatos publicados pela imprensa espanhol, a vítima foi convidada para entrar em uma área VIP de uma boate. No espaço reservado, a mulher conheceu Daniel Alves e os dois dançaram juntos. De acordo com os jornais, a denunciante relatou que o jogador "levou várias vezes a mão dela até seu pênis, que ela retirou assustada". Depois disso, os dois teriam entrado em um banheiro, onde o crime teria ocorrido.

A mulher teria tentado deixar o banheiro, mas foi impedida pelo agressor. De acordo com o relato, o jogador deixou o banheiro antes da vítima após ter penetrado de maneira violenta até ejacular. A mulher teria saído depois e contado o que aconteceu a uma amiga.

Após o ocorrido, a vítima teria ido imediatamente a um hospital para fazer exames. Dois dias depois, os resultados constataram DNA de Daniel Alves nos testes feitos pela jovem.

A Justiça espanhola ordenou a prisão do atleta depois de ouvir depoimentos contraditórios do brasileiro. Ao longo da investigação, o ex-Barcelona apresentou diferentes versões sobre o caso. Na última delas, admitiu que teve relações sexuais com a acusadora, mas afirmou que isso aconteceu de forma consensual.

Inicialmente, Daniel Alves foi preso no Centro Penitenciário Brians I, mas foi transferido para o Brians II três dias depois da detenção. A cadeia fica localizada no município Sant Esteve Sesrovires, a 40 km de Barcelona. O lateral trocou de representantes durante a investigação - o advogado que defendia o brasileiro alegou que o caso "estava perdido". A juíza do caso entende que o processo tem provas suficientes para a condenação do jogador.

O julgamento deve ocorrer entre o final de 2023 e o início de 2024, segundo a imprensa espanhola.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade