PUBLICIDADE

Caso Bruno e Dom: PF encontrou restos mortais em área de "dificílimo acesso"

Material estava a 3 km do local onde a mochila e pertencentes de Dom Phillips e Bruno Araújo foram encontrados

15 jun 2022 21h18
| atualizado às 21h29
ver comentários
Publicidade
PF encontrou os restos mortais a 3 km do local em que estavam a mochila e outros pertences de Dom Phillips e Bruno Pereira
PF encontrou os restos mortais a 3 km do local em que estavam a mochila e outros pertences de Dom Phillips e Bruno Pereira
Foto: Divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) confirmou que encontrou restos mortais na área indicada por um dos suspeitos de assassinar o jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira. Os 'corpos' estavam em uma área de "dificílimo acesso", de mata fechada, a 3 km de distância da região onde foram encontrados a mochila e outro pertences de Dom e Bruno

Em coletiva de imprensa realizada pela PF na noite desta quarta-feira (15),  o superidentente da pasta no Amazonas, Eduardo Alexandre Fontes, explicou que o percursso de 3 km foi percorrido durante 25 minutos, com bastante dificuldade pelas equipes de buscas. 

Os restos mortais serão enviados para perícia no Instituto Nacional de Criminalística da PF, em Brasília, onde os materiais serão comparados com as amostras genéticas dos familiares de Dom e Bruno, além de apontar também as causas da morte.  

Ainda segundo Fontes, um dos suspeito auxiliou nas buscas, levando os investigadores até os locais em que escondeu os corpos e afundou o barco que Bruno e Dom guiavam. Os suspeitos retiraram o motor da embarcação e posteriormente usaram sacos de terra para afundá-la.  

Os irmãos Osoney da Costa e Amarildo dos Santos, o 'Pelado', confessaram que mataram o indigenista e o jornalista no próprio dia 5 de junho, data do sumiço, após terem sido flagrados pescando em terras indígenas.

A reconstituição do crime também foi realizada nesta quarta-feira. Novas prisões podem acontecer a qualquer instante. 

 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade