PUBLICIDADE

Navio da BYD chega ao Brasil carregado com sedã híbrido King

Embarcação Explorer No. 1 trouxe mais de 5.000 veículos híbridos e elétricos da BYD, incluindo os modelos King e Song Pro

29 mai 2024 - 14h11
(atualizado às 14h12)
Compartilhar
Exibir comentários

Pela primeira vez, a embarcação Explorer No.1 chegou em terras brasileiras nesta semana com 5.469 veículos elétricos e híbridos da BYD. O navio, que atracou no Porto de Suape, em Pernambuco, chegou carregado com o sedã híbrido BYD King, que está prestes a estrear no mercado brasileiro. Além disso, a embarcação também trouxe o SUV BYD Song Pro, que já havia sido flagrado em testes pelas ruas de São Paulo. O Explorer No. 1 levou cerca de 27 dias de viagem entre a China e o Brasil.

Vale lembrar que o Brasil terá a maior fábrica da montadora fora da China. Assim, a BYD começará a produzir seus modelos na fábrica de Camaçari, na Bahia, a partir de 2025. Para isso, a chinesa investirá o montante de R$ 3 bilhões. Entre os veículos que devem ser produzidos nesta fábrica estão o hatch elétrico Dolphin e o SUV híbrido Song Plus, por exemplo. Por meio de seu perfil no Instagram, o jornalista Jorge Moraes registrou a chegada dos veículos. Veja:

BYD King chega com 1.200 km de autonomia

Tal como o Jornal do Carro antecipou, o sedã BYD King, que acabou de chegar ao Brasil, está disponível nas versões 100% elétrica ou híbrida. O veículo traz incríveis 1.200 km de autonomia fruto de uma combinação com a bateria Blade de 8,3 kWh. No mercado mexicano, o modelo estreou com o preço competitivo de R$ 152 mil (499.800 pesos). Este, inclusive, é o segundo híbrido plug-in que a marca lança no México.

Apesar do veículo já ter desembarcado no Brasil, a previsão é de que o King esteja disponível para compra apenas no segundo semestre deste ano. O modelo promete rivalizar com o Toyota Corolla. Nas dimensões, o BYD King traz 4,78 m de comprimento, 1,83 m de largura, 1,49 m de altura e 2,71 m de entre-eixos. Cabe ressaltar a capacidade do porta-malas, de 450 litros. Enquanto isso, o Corolla traz 4,63 m de comprimento, 1,78 m de altura, 1,45 m de altura e 2,70 m de entre-eixos, por exemplo. Além disso, porta-malas de 470 litros. Leia aqui um comparativo entre os dois sedãs.

No conjunto mecânico, o veículo apresenta propulsor híbrido DM-i, igual ao do BYD Song Plus, que atua em conjunto com um motor de 1.5 a gasolina de ciclo Atkinson e quatro cilindros. A mecânica também traz dois motores elétricos. Já bateria Blade alimenta o sistema híbrido, que tem consumo médio de 25 km/l, enquanto no modo elétrico roda 50 km. A potência total chega a 204 cv.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade