PUBLICIDADE

SaGa Emerald Beyond é ótima porta de entrada para RPG 'lado B' da Square-Enix

Jogo se destaca pela liberdade de exploração e combates táticos, mas tropeça nos gráficos e falta de suporte para o português

24 abr 2024 - 12h56
Compartilhar
Exibir comentários
A variedade de protagonistas é um dos destaques de SaGa Emerald Beyond
A variedade de protagonistas é um dos destaques de SaGa Emerald Beyond
Foto: Square-Enix / Divulgação

Mais novo jogo de uma franquia 'lado B' da Square-Enix, SaGa Emerald Beyond chega nesta semana para quase todas as plataformas, do Android ao PlayStation 5 - só os consoles Xbox ficaram de fora.

No game, o jogador controla seis diferentes protagonistas, cada um com sua personalidade e motivações, que exploram diversos mundos. O jogo preserva as características que são marca registrada de SaGa - resultado do envolvimento direto do criador, Akitoshi Kawazu, que sempre busca formas de reimaginar conceitos clássicos dos RPGs japoneses, muitos deles estabelecidos pela própria Square-Enix desde os anos 1980.

Multiverso de aventuras

As aventuras desses personagens envolvem cinco linhas narrativas - duas dos seis protagonistas seguem a mesma trama. Cada aventura começa em um ponto diferente desse multiverso, que consiste de 17 mundos, todos conectados por um espaço interdimensional, o The Beyond. Eventos que acontecem nesse núcleo afetam os outros mundos e acabam convocando os heróis para entrar em ação e salvar a própria realidade.

A trama parece épica, mas o foco de Emerald Beyond não é tanto a narrativa e sim, a exploração destes cenários, o combate e os muitos eventos que acontecem conforme o jogador explora o multiverso com os diferentes protagonistas e seus aliados. A ordem com que se visita cada mundo cabe ao jogador e conforme progride, novas opções se abrem. E para quem não quer se perder e deseja se concentrar na campanha principal, basta seguir a Emerald Wave.

Combates acontecem em turnos, com muita pirotecnia nos golpes especiais
Combates acontecem em turnos, com muita pirotecnia nos golpes especiais
Foto: Square Enix / Divulgação

Onde o jogo realmente se destaca é no sistema de batalhas, uma releitura do combate por turnos dos Final Fantasy clássicos. com uma barra de tempo mostrando a sequência da batalha, habilidades que serão ativadas e assim por diante. É possível criar combos entre os membros do grupo e adquirir novos poderes conforme se progride na campanha. O jogo vira e mexe oferece desafios específicos, que rendem melhorias ou novas armas quando completados com sucesso.

Como SaGa Emerald Beyond está disponível para todo tipo de plataforma, de celulares até o Switch e o PS5, há algumas limitações gráficas que incomodam. As animações e movimentos dos personagens são bastante fluidas mas nas cenas de corte deixam bastante a desejar. Emerald Beyond é um caso raro de jogo que é mais bonito em movimento do que parado. Além disso, a narrativa é toda em textos (com artes lindas para os personagens) e não há suporte para o português do Brasil, apenas inglês e japonês. Se você não domina o inglês, vai sofrer para acompanhar o que está rolando.

Considerações

SaGa Emerald Beyond - Nota 8
SaGa Emerald Beyond - Nota 8
Foto: Game On / Divulgação

Um ótimo jogo de uma série nem tanto conhecida da Square-Enix, ao menos por aqui, SaGa Emerald Beyond é o ponto de partida ideal para quem quer conhecer a franquia e um game que recomendo com tranquilidade para quem aprecia batalhas estratégicas por turnos.

Saga Emerald Beyond está disponível para Android, iOS, PC, PlayStation 4, PlayStation 5 e Switch.

*Esta análise foi feita no PS5, com uma cópia do jogo gentilmente cedida pela Square-Enix.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade