PUBLICIDADE

Isonzo é um divertido jogo competitivo na Primeira Guerra Mundial

Jogo multiplayer da BlackMill Games leva os jogadores até as montanhas italianas na Grande Guerra

19 abr 2024 - 18h55
(atualizado às 18h56)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Isonzo é um spin-off do cultuado Verdun e leva o jogador para o centro das batalhas de Isonzo, que ocorreram entre 1915 e 1918. O jogo conta com seis classes diferentes e a jogabilidade é bastante arcade, sendo adequada a jogadores casuais.
Isonzo leva os jogadores até a campanha italiana da Primeira Guerra Mundial
Isonzo leva os jogadores até a campanha italiana da Primeira Guerra Mundial
Foto: BlackMill Games / Divulgação

Por conta das limitações tecnológicas da época, existem poucos jogos que retratam a Primeira Guerra Mundial, principalmente no cenário competitivo. Felizmente, Isonzo é o tipo de jogo que abre mão do realismo na tentativa de entregar uma experiência divertida - e histórica - aos jogadores.

Publicado pela Focus Entertainment e desenvolvido pela BlackMill Games, Isonzo é uma espécie de spin-off do cultuado Verdun, que iniciou uma série de jogos na Grande Guerra. Ao contrário de Verdun, Isonzo leva os jogadores ao centro das famosas batalhas de Isonzo, que ocorreram entre 1915 e 1918 nas cidades que estão próximas ao rio de mesmo nome.

Combate histórico e divertido

O jogo traz o bom e velho modo de conquista, que já é padrão em outros títulos do gênero. Após ser jogado para uma das duas equipes de 48 jogadores, você precisará escolher uma classe, equipar o seu rifle, e partir para o front brutal e hardcore de Isonzo. Basicamente, existem seis classes diferentes que podem ser equipadas pelos jogadores dos diferentes esquadrões, e cada uma serve para movimentar a jogatina e auxiliar a equipe.

A minha classe favorita é, sem sombra de dúvidas, a de comandante. Apesar de estar equipado apenas com um simples revolver no início, o comandante tem a habilidade especial de invocar auxílios pelo campo de batalha. Seja aplicando gás mostarda em uma área, ou invocando um grupo de aviões para bombardear uma linha reta, o comandante consegue divertir até mesmo os jogadores mais casuais.

No geral, a jogabilidade de Isonzo parece ser complicada, mas não demora para que até mesmo um novato pegue o jeito das coisas. Como já é de se imaginar, na Primeira Guerra não havia armas automáticas disponíveis para serem carregadas, por isso, o jogador vai utilizar carabinas e rifles semi-automáticos na maior parte do tempo. Apesar de parecer um desafio, qualquer jogador com o mínimo de conhecimento com jogos de tiro em primeira pessoa conseguirá acertar balas com facilidade.

Embora o jogo seja bastante arcade, não espere que você consiga sair correndo pelo campo de batalha, pulando e atirando nos inimigos em alta velocidade. Assim como na guerra real, você precisa escolher seus alvos com cuidados, e passará a maioria do tempo escondido em uma trincheira.

Na parte técnica, o jogo é um excelente produto para as plataformas atuais. Meu tempo com o jogo foi realizado em um PC, e apesar de o jogo ter alguns leves problemas de desempenho com a minha RTX 3070, eu ainda conseguia bons níveis de quadros por segundo e uma qualidade de imagem nítida.

As montanhas italianas são lindas, e o trabalho de áudio em Isonzo é espetacular. Os departamentos de arte do jogo são responsáveis por intensificar a sensação de combate, e em muitos momentos eu me sentia imerso como mais um soldado preso no moedor de carne da Grande Guerra.

Conclusão

Isonzo - Nota 8
Isonzo - Nota 8
Foto: Game On / Divulgação

Isonzo é um bom jogo de tiro em primeira pessoa, mas ainda mais importante, é um ótimo jogo da Primeira Guerra Mundial. Eu admito que senti falta de mais servidores sul-americanos, mas mesmo jogando em servidores dos Estados Unidos, eu consegui ter uma boa experiência.

Isonzo é um jogo descompromissado, que não utiliza nenhum tipo de passe de batalha, e sua existência é dedicada apenas para agradar os jogadores que buscam um bom jogo multiplayer sem esperar que abram as carteiras para se divertir. No cenário atual, isto já é um bônus.

*Esta análise foi feita no PC, com uma cópia gentilmente cedida pela Focus Interactive.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade