0

Eliminado pelo Taubaté, Cruzeiro lamenta fim de hegemonia na Superliga Masculina

Time mineiro havia participado das últimas oito finais do vôlei, vencendo seis delas

14 abr 2019
09h22
  • separator
  • 0
  • comentários

O Cruzeiro lutou muito, mas acabou sendo derrotado pelo Taubaté por 3 sets a 2, com parciais de 21/25, 36/34, 25/19, 19/25 e 15/12, em duelo encerrado no início da madrugada deste domingo, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG), e foi eliminado nas semifinais da Superliga Masculina de Vôlei.

Com o triunfo sobre a equipe mineira, o time paulista fechou a série melhor de cinco partidas deste mata-mata em 3 a 0 e também encerrou uma longa hegemonia do rival, que participou das últimas oito decisões seguidas da Superliga e conquistou seis vezes o título nacional, um recorde na história da competição.

"O time jogou de igual pra igual, e deu o seu melhor. Não estamos felizes com este resultado, mas estamos tranquilos, porque deixamos tudo o que podíamos dentro de quadra. Agora é começar de novo e nos reorganizar para a próxima temporada. Mas não podemos também nos esquecer das coisas positivas que tivemos. Foi uma temporada difícil, de muita superação", afirmou o técnico do Cruzeiro, Marcelo Mendez.

Já o Taubaté jogará pela segunda vez uma final de Superliga Masculina, na qual foi superado na decisão do título em 2016, justamente pelos cruzeirenses. E o rival da equipe paulista na luta pela taça desta vez será o Sesi-SP, que na noite de sábado também fechou a outra série semifinal em 3 a 0 ao bater o Sesc-RJ por triplo 25/21, no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo.

Neste último duelo com o Cruzeiro, o principal destaque do Taubaté foi o ponteiro Douglas Souza, eleito o melhor jogador da partida, enquanto o oposto Evandro, do time mineiro, foi o maior pontuador do jogo, com 22 acertos, sendo 21 de ataque e um de bloqueio.

"Foi uma das partidas mais difíceis do campeonato, jogar aqui em Contagem nunca é fácil. Nós soubemos impor nosso jogo, reverter situações difíceis e suportar a pressão, a chave da vitória esteve aí. Fechar por três jogos a zero contra uma equipe tão forte quanto o Sada (Cruzeiro), é uma honra, e nos dá muita moral nessas finais que virão pela frente", comemorou Douglas Souza.

As datas das finais da Superliga Masculina, entre dois times que já decidiram o título do Campeonato Paulista desta temporada, ainda serão divulgadas pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Na decisão do Estadual, o Taubaté levou a melhor sobre o Sesi e ficou com o título.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade