0

Treinador afirma que Serena teve complicações pós-parto

7 jan 2018
14h02
atualizado às 14h31
  • separator
  • comentários

O retorno de Serena Wlliams a competições oficias foi adiado quando a tenista americana anunciou que não disputar o Aberto da Austrália. De acordo com o treinador Patrick Mouratoglou, a atual campeã do primeiro Grand Slam do ano teve problemas médicos após o parto, o que atrasou o seu retorno aos treinos.

A tenista norte-americana Serena Williams comunicou na última semana a desistência de participar do Aberto da Austrália.
A tenista norte-americana Serena Williams comunicou na última semana a desistência de participar do Aberto da Austrália.
Foto: Tom Dulat / Getty Images

"Nunca é uma decisão fácil pular um Grand Slam, ainda mais para ela, mas foi o correto. Depois que deu à luz, as coisas não foram tão tranquilas como se esperava, ela sofreu algumas complicações e essas coisas médicas atrasaram seu retorno aos treinamentos", declarou ele em entrevista à ESPN americana.

O filho da atleta de 36 anos nasceu há quatro meses e ela até chegou a jogar uma partida amistosa. Ela viajou para Abu Dhabi, onde fez um jogo de exibição contra Jalena Ostapenko, que ganhou no match tie break.

"Ela sempre acha que pode achar um jeito (de competir), mesmo que não esteja totalmente pronta, e foi difícil para mim convencê-la disso. Então achei que seria bom ela disputar uma partida para ver exatamente em que estágio estaria e avaliar se daria mesmo para competir bem na Austrália sem ter a preparação que costuma fazer", contou o técnico da ex-número 1 do mundo.

Além disso, Mouratoglou não se mostrou preocupado com o retorno de Serena Williams. "A vida pode mudar, mas o atleta, o competidor ainda é o mesmo. Não vejo diferença e Serena também pensa e age assim. Quando o assunto é o tênis, ela é exatamente a mesma de antes. Então não estou preocupado. Quando voltar, se voltar, será para vencer".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade