PUBLICIDADE
Logo do São Caetano

São Caetano

Favoritar Time

Presidente do São Caetano é liberado de prisão domiciliar e leilão do clube é cancelado

16 fev 2023 - 21h37
Compartilhar
Exibir comentários

Uma decisão da Justiça nesta quinta-feira mudou os rumos do São Caetano, clube que brilhou nos anos 2000 e atualmente luta para evitar o rebaixamento à terceira divisão do Campeonato Paulista. Em prisão domiciliar desde setembro do ano passado, o empresário Manoel Sabino Neto foi autorizado a retomar suas atividades na administração e, assim, um leilão para a venda do clube que estava marcado para ser reaizado até esta quinta foi cancelado.

Desde que foi detido durante operação da Polícia Civil que investiga um suposto esquema de lavagem de dinheiro e outros delitos no comércio popular de São Paulo, localizado na região do Brás, Sabino não podia exercer o seu cargo no São Caetano. Uma empresa terceirizada, a LGM, era quem administrava o departamento de futebol do clube de São Caetano do Sul (SP).

Foto: Gazeta Esportiva

Foto: Reprodução

Com dívidas trabalhistas, fiscais, judiciais e extrajudiciais, o departamento de futebol do São Caetano estava tentando ser vendido através de um leilão. Duas tentativas, em dezembro do ano passado e em janeiro, foram frustradas por falta de interessados. O lance inicial, que foi de R$ 90 milhões nas duas vezes, caiu para R$ 60 milhões no terceiro pregão, que terminaria às 13 horas (de Brasília) desta quinta-feira. A redução era mais uma esperança para que aparecesse alguém disposto a investir no clube.

Em seus anos de ouro, o São Caetano contava com o aporte financeiro de um dos empresários mais ricos do Brasil na época. Saul Klein, herdeiro da rede de lojas Casas Bahia, ajudou o clube até 2020, quando rompeu com a diretoria. Nos últimos anos da parceria, a crise financeira foi enorme ao ponto de a agremiação acumular mais de seis meses sem pagar salários para jogadores, fornecedores e funcionários. Até um W.O., pela recusa dos atletas de entrar em campo, e uma goleada por 9 a 0 aconteceram na Série D do Brasileiro de 2020.

Atualmente, o São Caetano disputa a Série A2 do Paulista e está em situação muito difícil. Após a derrota por 2 a 1 para o Noroeste, em Bauru (SP), nesta quarta-feira, pela 10ª rodada, o time ocupa a 15ª e penúltima colocação, dentro da zona de rebaixamento, com nove pontos - só está à frente do Monte Azul, que tem quatro. O XV de Piracicaba, com 10, é quem está fora da degola, em 14º lugar.

Faltam cinco rodadas para o término da fase de classificação. O próximo compromisso do São Caetano será neste sábado, às 15 horas (de Brasília), contra o Comercial, no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade