2 eventos ao vivo

Neymar nega peso em defender Seleção: "responsabilidade gostosa"

23 abr 2013
15h33
atualizado às 16h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Com a proximidade da realização da Copa das Confederações, a Seleção Brasileira está sob pressão cada vez maior. Porém, o principal astro da equipe nega que isso vá interferir no trabalho. Antes de treinar no Estádio do Mineirão, nesta terça-feira, Neymar negou que a responsabilidade de defender o Brasil vá atrapalhar.

<p>Neymar negou que jogo contra Chile vá ser diferente por acontecer no Mineirão</p>
Neymar negou que jogo contra Chile vá ser diferente por acontecer no Mineirão
Foto: Bruno Santos / Terra

"Não acho que pesa de jeito nenhum. É uma opção nossa de jogar futebol, de fazer o que a gente mais gosta e ama, então não tem porque pesar. É uma responsabilidade, mas é uma responsabilidade gostosa", afirmou o atacante, que vai enfrentar o Chile, em amistoso nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília).

Esbanjando tranquilidade durante a entrevista, Neymar também negou que o confronto contra o Chile vá ser diferente por acontecer no Mineirão - depois de passar por reforma, o estádio será palco de jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo de 2014.

"Acho que todos os jogos são para valer. A gente entra sempre para vencer. Agora é mais uma oportunidade única para todos que estão no grupo, uma oportunidade para mostrar nosso trabalho", explicou o santista.

Dedé vê disputa mineira com Réver
Contratado recentemente pelo Cruzeiro, Dedé admitiu, também antes do treino desta terça, que deve fazer uma disputa mineira com Réver, do Atlético-MG, pela Copa das Confederações. Os dois estão no grupo que enfrentará o Chile, mas apenas porque três zagueiros importantes jogam fora do Brasil e não poderiam ser convocados - Thiago Silva (Paris Saint-Germain), Dante (Bayern de Munique-ALE) e David Luiz (Chelsea-ING).

"Acho que tem uma vaga aberta. Ele (Réver) é um grande zagueiro, tem possibilidade de estar no grupo, então é uma disputa boa, com grandes jogadores. Independente de quem for, vou estar feliz", afirmou Dedé, que está sem jogar pelo Cruzeiro por enquanto por causa de um imbróglio entre o Vasco, seu antigo clube, e o Ministério da Fazenda.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade