6 eventos ao vivo

Vinte anos atrás a maldição dos peladões derrubou o Timão

Em 1999, Dinei e Vampeta, que posaram sem roupa, perderam pênaltis que garantiram a classificação do Palmeiras para a semi da Libertadores

10 mai 2019
20h44
  • separator
  • 5
  • comentários

Foi uma Libertadores de arrepiar. Palmeiras e Corinthians, que já haviam se enfrentado na fase de grupos, voltaram a se cruzar nas quartas de final. Dois timaços que tinham em comum o sonho de conquistar a América pela primeira vez.

Só que enquanto o Verdão chegava tranquilo com Felipão no comando e jogadoras como Zinho, Paulo Nunes, Alex, César Sampaio e Marcos, o Corinthians havia sido eliminado pelo Juventude na Copa do Brasil. O resultado derrubou o então técnico Evaristo de Macedo, que foi substituído por Oswaldo de Oliveira.

Time do Corinthians na final do Campeonato Brasileiro de 1999
Time do Corinthians na final do Campeonato Brasileiro de 1999
Foto: Vidal Cavalcante / Estadão

Oswaldo era querido pelos jogadores, que estavam insatisfeitos com os métodos de trabalho e o excesso de piadas de Evaristo. Só que no primeiro jogo, com apenas três dias para preparar a equipe, o Corinthians acabou derrotado pelo Palmeiras por 2 x 0.

Na partida de volta, no dia 12 de maio, Oswaldo teve mais tempo para trabalhar com o grupo que tinha entre outros Vampeta, Rincón, Edilson e Marcelinho. O Timão venceu por 2 x 0 e levou a decisão para os pênaltis. Só que Dinei acertou o travessão e Vampeta parou em São Marcos. Vitória do Verdão por 4 x 2.

Como os dois haviam posado na época para a G Magazine, uma revista especializada em nu masculino, as piadas sobre a maldição dos peladões foram inevitáveis. Mas apesar da derrota para o maior rival, a Fiel reconheceu o esforço dos jogadores e aplaudiu a equipe no fim da partida.

Veja também:

Paradinha Esportiva
  • separator
  • 5
  • comentários
publicidade