1 evento ao vivo

Brasileirão da Covid enterra a alegria do futebol

Falta de planejamento e de sensibilidade transformaram a bola rolando em um pesadelo

12 ago 2020
13h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

 

Há uma novidade no futebol brasileiro. Agora além de jogadores machucados e suspensos, o técnico também precisa se preocupar com os testes de coronavírus para poder escalar o time. E até efeito suspensivo já rolou com o Atlético Goianiense.

Gil é titular absoluto do Corinthians e está fora da estreia no Brasileirão (Reprodução / Dugout)
Gil é titular absoluto do Corinthians e está fora da estreia no Brasileirão (Reprodução / Dugout)
Foto: LANCE!

Seria cômico caso não fosse muito, muito trágico. Quando a CBF marcou a data da volta do Brasileirão, o país já vivia o pesadelo de conviver com mil mortes diárias. De lá pra cá nada mudou e o que os dirigentes fizeram para enfrentar a pandemia e preservar a saúde dos jogadores? Um protocolo fajuto que ruiu na primeira rodada.

Contra o bom senso, apostaram na volta do futebol com a mesma fórmula dos anos anteriores, como se não houvesse pandemia. Nos Estados Unidos, por exemplo, os dirigentes da NBA confinaram equipes e jogadores para terminarem a competição. No próprio futebol há o exemplo da Liga dos Campeões, que levou os jogos da fase final para uma única sede.

Queriam porque queriam voltar com o Brasileirão, mas nada foi pensado para amenizar os riscos de contaminação. Os dirigentes caminham a passos largos para conseguir o que parecia impossível: matar a alegria do futebol.

 

Veja também:

Luis Suárez, Cavani e Cazares são os destaques do Resumão do Mercado
Paradinha Esportiva Paradinha Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade