1 evento ao vivo

Boselli já virou xodó da Fiel

Atacante argentino conquista corintianos pelas redes sociais

7 jan 2019
10h59
  • separator
  • comentários

A contratação do argentino Boselli já é sucesso de público entre os corintianos. Desde que anunciou pelo Instagram que estava viajando para São Paulo para acertar com o Corinthians, o número de seguidores do centroavante praticamente dobrou: saiu de menos de 100 mil para mais de 180 mil. Números que ainda devem subir muito se Boselli confirmar tamanha expectativa.

Mauro Boselli é apresentado oficialmente como novo reforço do Corinthians
Mauro Boselli é apresentado oficialmente como novo reforço do Corinthians
Foto: LUIS MOURA/WPP / Estadão

O fracasso dos atacantes que chegaram depois da saída de e o bom retrospecto do artilheiro argentino explicam essa paixão à primeira vista. Além disso, os corintianos guardam na memória os sucessos de Herrera e, principalmente, de Tevez para acreditar que um argentino sempre cai bem no Timão, tirando é claro o mico chamado Defederico.
 
A generosidade da torcida corintiana é antiga. Na época em que não havia mídias sociais, a Fiel se uniu para protestar contra a ditadura e votou para deputado estadual em um tal de Biro Biro, que havia acabado de ser contratado, em 78. Ele recebeu incríveis 60 mil votos.
 
O pernambucano, que na apresentação foi chamado de Lero Lero pelo folclórico Vicente Matheus, virou um dos maiores ídolos da história do Timão. Dez anos depois, ele foi eleito de verdade e virou vereador por São Paulo.
 
Matheus, aliás, tentou salvar a temporada corintiana em 81 e prometeu trazer quatro reforços de peso. Os anúncios de César, Baianinho, Washington Joãozinho causaram espanto, porque eram praticamente desconhecidos.
 
César ainda conseguiu se firmar como goleiro titular do Corinthians até falhar na semifinal do Brasileiro de 82 contra o Grêmio. Depois, não teve mais chances. O ponta esquerda Joãozinho fez bons jogos, mas pediu para voltar para Recife, porque a filha não se adaptou ao clima de São Paulo.
 
Washington só ganhou fama quando se transferiu para o Athlético Paranaense. Lá encontrou Assis e surgiu o Casal 20 que ainda fez mais sucesso no Fluminense.
 
E o Baianinho? Bom, esse não caiu no esquecimento do escriba, porque durante uma partida, o narrador Oswaldo Maciel se empolgou em um ataque do Corinthians : “Lá vai Baianinho, driblou um, driblou dois, driblou três, vai marcar um golaço (Silêncio). Não, santo! Ele driblou como Pelé e chutou como Baianinho.”

Veja também:


 

 

Paradinha Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade