PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Motociclismo

Yamaha promete "foco militar" por título em 2023: "MotoGP nunca foi mais desafiadora"

Lin Jarvis, chefe da Yamaha na MotoGP, falou sobre os objetivos para a temporada no lançamento da nova YZR-M1

17 jan 2023 - 09h25
Compartilhar
Exibir comentários
Lin Jarvis, ao lado de Fabio Quartararo na imagem, durante lançamento da nova M1
Lin Jarvis, ao lado de Fabio Quartararo na imagem, durante lançamento da nova M1
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

Se a segunda metade de 2022 foi extremamente amarga e apresentou a Yamaha sendo atropelada pela Ducati e por Francesco Bagnaia para perder o campeonato, a preparação para 2023 visa anular a concorrência. Na ocasião do lançamento da nova YZR-M1 de 2023, o chefe da fábrica japonesa, Lin Jarvis, garantiu que há uma atenção de almanaque para recuperar a glória ao longo dos próximos meses.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Relacionadas

As corridas do fim de semana na TV e no streaming: 13 a 15 de janeiro
Carne nova! 'Será corre-corre de fábricas para entrar na Fórmula 1'
FIA aposta em "grande redução dos quiques" e vê diretiva técnica como "medida certa"

No evento, realizado na Indonésia, Jarvis garantiu que a Yamaha terá um "foco militar" para lutar pelo caneco da Classe Rainha do Mundial de Motovelocidade. Além disso, garantiu que a categoria jamais foi mais complicada do que será em 2023, apesar da saída da Suzuki do grid.

"Ano passado, a equipe alcançou vários sucessos enquanto encarava competição e desafio de alto nível. Um dos bons momentos, porém, destacou-se: a renovação de nosso patrocínio com a Monster, no GP da Catalunha, que Fabio [Quartararo] ainda venceu. Será nosso 11º anos juntos e quinto como patrocinador-máster. É uma ocasião que merece uma nova pintura e um recomeço que se encaixa com o nosso foco militar para brigarmos pelo título da MotoGP em 2023", afirmou.

A M1 para a MotoGP 2023
A M1 para a MotoGP 2023
Foto: Yamaha / Grande Prêmio

"Nossa parceria com a Monster também será adotada pelas equipes de MX e Supercross, algo que mostra como estamos bastante unidos. Queremos agradecer também aos patrocinadores, parceiros e fornecedores, muitos dos quais de longa data", seguiu.

"Competir na prateleira mais alta do motociclismo internacional nunca fui mais desafiador do que será neste ano. Graças ao compromisso e entusiasmo de nossos parceiros, podemos nos concentrar em trazer o troféu novamente para casa. O calendário cheio e as corridas sprint adicionais significam que precisamos estar focados, temos de ser adaptáveis e eficientes desde o começo dos testes da MotoGP 2023", finalizou.

Os testes da MotoGP em 2023 começam com o shakedown em Sepang, na Malásia, entre 5 e 7 de fevereiro. Depois, entre 10 e 12, os testes começam oficialmente. Portimão, em Portugal, recebe as motos entre 11 e 12 de março.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Compartilhar
Publicidade
Publicidade