PUBLICIDADE

MotoGP muda regra e permite motor extra por calendário de 21 corridas

A FIM (Federação Internacional de Automobilismo) decidiu mudar uma regra importante da MotoGP: para calendários com mais de 21 corridas, será permitida a troca de oito motores por temporada

13 mai 2022 07h11
ver comentários
Publicidade
Serão oito trocas no ano, com exceção às fabricantes com concessões
Serão oito trocas no ano, com exceção às fabricantes com concessões
Foto: Divulgação/MotoGP / Grande Prêmio

BASTIANINI, MARTÍN OU MILLER: QUEM FICA COM A VAGA NA DUCATI NA MOTOGP EM 2023?

Por conta do calendário recheado da MotoGP 2022 — o maior da categoria, com 21 etapas —, a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) decidiu mudar uma regra importante: a quantidade de motores permitida por temporada.

A justificativa da entidade se dá justamente pelo grande número de corridas. Em comunicado, há a explicação de que, no passado, num calendário mais enxuto, sete motores por temporada era o suficiente para cada equipe do grid. Contudo, agora, será permitido o uso de mais uma unidade de potência, ou seja, oito por ano — isso, vale ressaltar, se o campeonato tiver 21 ou mais etapas.

O BRASIL EM DUAS RODAS

Equipes terão 'motor extra' a partir da 19ª corrida (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Também é importante apontar que o 'motor extra' só poderá ser trocado a partir do 19º GP. E a regra também é distinta para equipes com concessões. Para exemplificar:

  • Quando o calendário tiver menos de 21 corridas, os fabricantes terão o máximo de sete motores na temporada (serão nove para fabricantes com concessões).
  • Quando o calendário tiver 21 ou mais corridas, os fabricantes terão o máximo de oito motores na temporada (10 para fabricantes com concessões).

A decisão foi tomada numa reunião realizada no último dia 8 de maio e assinada por Carmelo Ezpeleta (CEO da Dorna), Paul Duparc (FIM), Herve Poncharal (IRTA) e Biense Bierma (MSMA), além de Mike Trimby (IRTA) e Corrado Cecchinelli (Diretor de Tecnologia).

SUZUKI DETONA BOMBA NA MOTOGP COM ANUNCIO DE SAÍDA EM 2022

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade